Uma desenvolvedora trans que trabalhou em Marvel’s Guardians of the Galaxy mas deixou a equipe da Eidos Montreal antes do lançamento do jogo elogiou o estúdio por creditá-la apesar de ter saído do projeto – e por tê-lo feito com o seu nome correto.

Cloé Veilleux trabalhou no jogo por três anos e meio e chegou a ser promovida à Diretora Técnica de Design de Níveis antes de deixar a Eidos Montreal um ano antes do jogo ser lançado. Essa notícia veio na esteira de vários desenvolvedores terem apontado que não foram creditados em Metroid Dread após deixarem o estúdio antes do lançamento do jogo, mesmo com seu trabalho estando presente nele.

A expectativa de Veilleux, pelos padrões da indústria, era que o seu nome estaria incluído nos Agradecimentos Adicionais ao invés do seu papel específico – um trabalho que ela assumiu após dois outros predecessores.

“Me faz sentir que houve uma decisão consciente de manter o meu nome nesse papel e eu não sei a quem eu preciso agradecer por isso”, Veilleux disse ao site Eurogamer. “Eu esperava pouco e recebi muito mais reconhecimento. Certamente me fez feliz ver isso.”

Veilleux mudou o seu nome legalmente apenas dez dias antes de deixar o seu cargo, o que significa que a maior parte dos seus colegas a conheciam por um nome diferente. “A grande maioria do tempo em que eu estive lá, eu era nome-morto, e nem mesmo havia me assumido para mim mesma”, ela disse. “Ver o meu nome lá nessa imagem foi uma surpresa inesperada.”

Mais do que isso, ela disse que se sente uma relativa desconhecida na indústria desde a transição por causa da mudança de nome. “Eu realmente não esperava ver esse Tweet sendo compartilhado ao redor do mundo. Milhares de pessoas, a maioria delas desenvolvedores, curtindo ou retweetando, de estúdios de todo lugar? Isso é loucura!”

“Eu tenho apenas coisas boas a dizer sobre essa indústria”, disse Veilleux sobre sua transição. “Durante os meus anos na Eidos foi quando eu me assumi e então para todo o estúdio (depois de concordar com um plano junto ao RH). Eu recebi apoio de todo mundo desde o começo e comecei minha transição lá e então basicamente trouxe todo mundo comigo nessa jornada (ao invés de esperar um ano ou dois antes de mudar a minha apresentação.

“Não pode ter sido fácil para todo mundo e eu sei que eu tive vários aliados que me defenderam quando eu não estava presente. Um dos benefícios de formar relacionamentos significativos com seus colegas de trabalho.”

Veilleux agora trabalha como Designer Técnica Sênior na Relic.

Marvel’s Guardians of the Galaxy foi lançado hoje para PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series, PC e Switch. Você pode ler a nossa análise clicando aqui.