A ex-roteirista da Bioware e que trabalhou no desenvolvimento de Anthem, Sam Maggs, expôs em suas contas nas redes sociais uma experiência constrangedora e até de racismo que acabou envolvida.

Sem expor o jogo ou a empresa diretamente, Sam disse que estava trabalhando na construção de uma personagem asiática para um jogo e que muito já havia sido feito, inclusive a digitalização da atriz para inclusão ao jogo. Em um momento avançado do desenvolvimento, um dos diretores do projeto disse que ele precisaria reescrever a personagem e contratar outra atriz, já que havia uma personagem asiática pronta e os jogadores não conseguiriam distinguir as duas.

Sam respondeu q já tinham feito muito trabalho na personagem, a atriz era excelente e não havia nada de igual com a outra personagem já pronta. No fim, nada foi alterado, mas Sam evidencia uma situação bizarra.

Não foram dados nomes diretamente, mas jornalistas e as evidências apontam que o jogo era realmente Anthem, que possui duas personagens asiáticas e totalmente diferentes, como é possível ver abaixo.