De acordo com Christopher Dring, do site GamesIndustry.biz, a FIFA planeja oferecer parcerias com outras empresas de jogos.

Em outras palavras, a sua licença não será mais exclusiva e quem estiver disposto a negociar poderá usá-la em seus produtos.

Essa notícia surge após a Electronic Arts comentar que deve mudar o nome de sua série de futebol (possivelmente para EA Sports FC) e que, o motivo disso, é que a FIFA queria 1 bilhão de dólares por uma parceria de quatro anos.