De acordo com o New York Times (via IGN), há uma disputa entre a EA e a FIFA (a própria organização mundial de futebol). A divergência é supostamente sobre custos e novos fluxos de receita.

De acordo com o jornal, a FIFA quer cobrar da EA um total de 1 bilhão de dólares a cada quatro anos para usar a licença da FIFA em seu jogo. Além disso, a organização deseja limitar a monetização do jogo pela EA.

É por essa razão, portanto, que a EA está explorando a ideia de renomear os jogos de futebol da EA Sports. A EA também afirma que a parceria com a FIFA é diferente de suas outras parcerias oficiais, o que significa que a perda da FIFA não significaria a perda de times oficiais e nomes de jogadores. A licença dá à EA apenas o nome, o logotipo e os direitos de uso da Copa do Mundo dentro do jogo.

Parece que uma decisão é provável até o final do ano. A EA já registrou a marca “EA Sports FC“, que pode acabar sendo o novo nome da franquia se a EA e a FIFA não chegarem a um acordo.