O PlayStation 5 foi lançado em novembro passado, mas meses depois, ainda é difícil conseguir um, especialmente no Japão – algo que parece que não vai mudar tão cedo. Hoje, a megaloja de eletrônicos, Yodobashi Camera, que fica em Akihabara, uma das maiores do país, vendeu uma enorme remessa de PS5. Porém, uma confusão generalizada começou.

As pessoas começaram a empurrar, caindo sobre um balconista de Yodobashi que tinha uma pilha de cerca de 300 bilhetes numerados para comprar o PS5. Por que isso aconteceu? O local em Akihabara é aparentemente apenas uma das duas Yodobashi Camera na área metropolitana de Tóquio-Yokohama que não exige o cartão de crédito preto do varejista para comprar o hardware – um requisito que foi instituído, ao que parece, para frustrar os revendedores.

Além disso, ao contrário do que acontecia no passado, a loja distribuiu ingressos numerados para os primeiros que chegassem. Em outras ocasiões, o varejista fazia uma espécie de rifa. Todo esse ambiente criou uma oportunidade perfeita para quem queria comprar um PS5 para si ou até mesmo para revender.

Lembre-se de que o governo japonês declarou atualmente estado de emergência em relação ao novo coronavírus. Tóquio tem o maior número de casos do país.