AnálisesPS4

Análise – Mônica e a Guarda dos Coelhos

Análise

NOME: Mônica e a Guarda dos Coelhos
FABRICANTE: Mad Mimic e Maurício de Sousa Produções
PLATAFORMA: ps4
GENERO: Estratégia / Casual
DISTRIBUIDORA: Mad Mimic


LANÇAMENTOS
Não disponivel Não disponivel Não disponivel


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Resolução Máxima: 1080p
Nº de Jogadores: 1-4
Troféus (sem Platina)
Espaço necessário: 153,75 MB
Disponível Exclusivamente na PlayStation Store
Legendas em PT-BR: Sim
Dublagem em PT-BR: Não


Cebolinha, Mônica, Magali, Chico Bento e toda a turminha do bairro do limoeiro, são os defensores das torres em Mônica e a Guarda dos Coelhos, novo jogo digital lançado para PlayStation 4 no último dia 05.

Mônica é uma personagem criada por Maurício de Sousa e está presente na vida dos fãs desde 1963. Embora seja muito mais velha do que realmente aparenta, a eterna inimiga do Cebolinha está mais em alta do que você possa imaginar, e seu novo título está aí para provar isso.

Mônica e a Guarda dos Coelhos
O jogo inicia-se com quatro personagens desbloqueáveis. Fonte: PS4 Share

Mônica e a Guarda dos Coelhos conta a história de uma estrela que cai na terra porque, segundo ela, o céu está muito sujo, dificultando a visão lá em cima. Ela então encontra a nossa guerreira e pede sua ajuda para se livrar dos inimigos sujeira.

Sem pestanejar, a dona do coelho Sansão aceita a missão e vai até sua primeira torre receber as indicações do que deve ser feito. Chegando lá, descobre que seus amigos estão presos em diferentes celas, e a única forma de libertá-los é destruindo os soldados sujeira e avançando nos cenários.

Mônica e a Guarda dos Coelhos
Em algumas torres é preciso também mudar a direção do canhão. Fonte: PS4 Share

Ao total, são quatro estágios com cinco diferentes torres para você defender. Cada uma delas possui seus próprios desafios que, ao final,  rendem coelhos dourados. Quanto mais pontos você conseguir em um castelo, mais rápido você desbloqueia os 15 personagens disponíveis.

Para proteger as torres, você deve produzir a pólvora e a munição, que é dividida entre coelhos azuis (ataque), amarelos (paralisia) e rosas (redução de velocidade).  Caso esteja jogando sozinho, dois personagens ficam sob seu comando para, supostamente, agilizar o processo de produção. Mas é importante enfatizar que na prática, isso não dá muito certo.

Ficar alternando entre os personagens pode fazer com que você acabe confundindo os comandos. Em modos mais difíceis, a quantidade de inimigos é bem maior,  e deixar o trabalho para apenas um jogador atrapalha todo o processo de defesa. Tendo isso em vista, é altamente recomendável que o título seja aproveitado de forma cooperativa com a família, principalmente as crianças.

O jogo é bem curto, podendo ser zerado em até três horas. Os estágios liberados em cada nível de dificuldade não passam para os mais altos, então as torres defendidas no modo mais difícil, por exemplo, não estarão disponíveis no normal.

Veredito

Mônica e a Guarda dos Coelhos não é um jogo com gráficos esplêndidos, tampouco com uma duração que vai te prender por semanas. Porém, ele é super indicado caso você esteja buscando algo rápido para se divertir com a família ou os amigos na tarde de um domingo.

Jogo analisado no PS4 padrão com código fornecido pela Mad Mimic.

68%