Yuji Naka

Há apenas três semanas, Yuji Naka, co-criador de Sonic the Hedgehog, havia sido preso no Japão por alegações de uso de informações privilegiadas em relação a Dragon Quest Tact. Agora, está sendo relatado que ele foi preso novamente por acusações semelhantes, desta vez supostamente relacionadas a ações compradas antes do anúncio de 2021 de Final Fantasy VII: The First Soldier, o battle royale para celulares.

Menos de um mês depois do escândalo com a Aiming de Dragon Quest Tact, o site Asahi reporta que a história se repetiu, mas desta vez em relação à sua suposta compra de ações da ATeam Entertainment, pouco antes de se tornar público em 2021 que eles estariam criando Final Fantasy VII: The First Soldier. De acordo com o site, Naka teria pago 144,7 milhões de ienes (US$ 1.051.000) por 120.000 ações da ATeam. Alega-se que ele foi preso ao lado de outro ex-funcionário da Square Enix, Taisuke Sasaki, que também teria sido preso por ações da Aiming no mês passado.

Investir em ações de empresas é algo normal e não é crime, obviamente, mas dado que seria baseado em informações confidenciais não públicas, que contam como informações privilegiadas, se torna um crime.

A princípio, como Naka foi preso novamente, acredita-se que ele estava respondendo ao crime (e agora a esse segundo) em liberdade.

cassino online Netbet