Final Fantasy VII Rebirth

De acordo com o Bloomberg, a Square Enix comentou que as vendas de Final Fantasy VII Rebirth, Final Fantasy XVI e Foamstars não alcançaram as expectativas da companhia.

Takashi Kiryu, CEO da Square Enix, reformulou a estrutura da empresa em torno de jogos de grande orçamento, ao mesmo tempo em que descartou muitos jogos para celulares e consoles em desenvolvimento para focar na qualidade em vez da quantidade. A companhia também está abandonando sua prática de lançar seus jogos de primeira linha primeiro no PlayStation e irá disponibilizá-los para tantas plataformas quanto possível, incluindo as plataformas da Nintendo, Microsoft e PC. Mas levará tempo para que tais esforços se traduzam em vendas, disse ele.

Segundo o jornalisa Takashi Mochizuki do Bloomberg, os comentários de Kiryu sugerem que a empresa não conseguiu aumentar as vendas de Final Fantasy XVI, que os investidores esperavam que reforçaria seus resultados após seu lançamento em junho do ano passado. As vendas do título alcançaram as expectativas no lançamento, mas Kiryu disse que a empresa planejava sustentá-las a longo prazo. A chegada do game ao PC espera aumentar as suas vendas, segundo a Square Enix. Nenhum número de vendas foi divulgado para Final Fantasy VII Rebirth e Foamstars.

Vale esclarecer que “não alcançar as expectativas” não significa ser um fracasso em vendas, principalmente quando se trata da Square Enix. A companhia é muito conhecida por colocar números muito altos em suas expectativas, sendo casos isolados quando um jogo acaba superando as metas impostas. Como não temos números, não dá para saber nem quanto vendeu e nem quanto a Square Enix esperava vender.

Os jogos para celular da Square Enix também têm enfrentado dificuldades, com muitos sendo encerrados em pouco mais de um ano devido às vendas fracas. “Nossa fórmula vencedora não é mais eficaz”, disse Kiryu. “Levaremos muito tempo para ajustar o curso”.