Rhianna Pratchett, a escritora que trabalhou na trilogia reboot de Tomb Raider, revelou que não está envolvida no novo jogo que rodará na Unreal Engine 5, mas disse que gostaria de ver Lara Croft ter menos problemas com o pai na franquia.

Conversando no BAFTA com o site Eurogamer (via PSU) na noite passada, Pratchett disse que está “muito animada para ver o que eles farão com Lara a seguir”. “Nós nos divertimos muito evoluindo a personagem, então eu gostaria de ver provavelmente menos problemas com o pai”, disse ela. “E isso vem de mim!”.

“Eu gosto de vê-la atacando por conta própria e retribuindo um pouco de alegria no que ela faz. Porque quando escrevemos o jogo reboot, ela estava realmente a caminho de se tornar uma invasora de túmulos. Então ela era como proto-Tomb Raider. E todas as características que você associa a Tomb Railer, como tenacidade, bravura, desenvoltura, estavam meio que borbulhando na superfície com ela.

Eu quero ver essa fruição completa, quero ver os diálogos atrevidos e coisas que eu adoraria ter escrito. Mas, você sabe, ela ainda não estava nesse estágio, ela não tinha confiança ainda”.