Jim Ryan, CEO e presidente da Sony Interactive Entertainment, criticou a Activision Blizzard pela resposta inadequada da companhia a um artigo explosivo alegando que o CEO Bobby Kotick estava ciente de acusações de conduta sexual imprópria e assédio por anos e que ele também havia maltratado mulheres.

Em um e-mail para funcionários obtido ​​pelo site Bloomberg, Ryan enviou o link do Wall Street Journal. Nele, Ryan escreveu que ele e sua liderança ficaram “desanimados e francamente chocados ao ler” que a Activision “não fez o suficiente para lidar com uma cultura profundamente arraigada de discriminação e assédio”.

“Entramos em contato com a Activision imediatamente após a publicação do artigo para expressar nossa profunda preocupação e perguntar como eles planejam lidar com as afirmações feitas no artigo”, escreveu ele. “Não acreditamos que suas declarações de resposta abordem adequadamente a situação.”

Como um dos maiores fabricantes de consoles da indústria de videogames, a PlayStation tem um relacionamento próximo com a Activision, que produz sucessos como Call of Duty e Crash Bandicoot.