A PlatinumGames estaria aberta a ofertas de aquisição de outra empresa, desde que mantenha sua liberdade, disse o CEO da empresa, Atsushi Inaba.

Discutindo a recente proposta da Microsoft de adquirir a Activision Blizzard, o site VGC (via Gematsu) perguntou a Inaba se a PlatinumGames consideraria alguma oferta de aquisição.

Inaba respondeu: “a coisa mais importante para nós é ter a liberdade de fazer os jogos que queremos fazer. O que ouço sobre as recentes aquisições, não acho que a Microsoft vá começar a microgerenciar a Activision a ponto de tirar toda a sua liberdade… Não acho que será um relacionamento assim”.

“Acho que haverá muito respeito mútuo e acho que a Activision poderá continuar fazendo o que faz de melhor. Isso também é o mais importante para nós no final do dia, seja qual for a forma que assuma para nós e nossa empresa. Então eu não recusaria nada, desde que nossa liberdade ainda fosse respeitada”, ressalta.

Inaba também disse que é “estranho” que não haja tantas fusões e aquisições no Japão quanto no resto do mundo. “Concordo, você não vê muitas aquisições no Japão e, pessoalmente, acho estranho”, disse Inaba. “Para algumas dessas grandes empresas com todo o seu dinheiro, você às vezes pensa: ‘vamos lá! Compre algumas empresas já!’. É estranho ver as empresas japonesas sendo passivas o tempo todo”.