PUBLICIDADE

O vice-presidente da Naughty Dog, Neil Druckmann, ainda não decidiu se o próximo jogo da desenvolvedora será The Last of Us Part III ou uma nova IP (propriedade intelectual), ou seja, um jogo completamente inédito).

Em um enorme artigo de entrevista com o site GQ, Druckmann explica que, tão perto do lançamento de The Last of Us Part II, seus pensamentos inevitavelmente começaram a se voltar para o próximo projeto: “quando você começa a encerrar as coisas, criativamente há cada vez menos responsabilidades e minha mente não pode deixar de pensar na próxima coisa. Então, sim, a próxima coisa pode ser um Part III, a próxima coisa pode ser uma nova IP”.

Druckmann não dá nenhuma indicação sobre qual prefere, com GQ parafraseando sua mentalidade como “em última análise, a melhor ideia vence”.

Se a Naughty Dog retornasse para uma terceira parte em sua famosa franquia, parece provável que revisitasse os mesmos ambientes americanos arruinados dos dois primeiros jogos, em vez de divergir demais. Discutindo as etapas de planejamento do segundo jogo, Druckmann explica que muitas pessoas viam o final do primeiro jogo como “sagrado” e teriam preferido que ele não continuasse:

PUBLICIDADE

“As pessoas são sempre do tipo ‘faça outro, mas foque em novos personagens’. Ou ainda, ‘faça na Europa. Ou faça isso no Japão. Faça algo realmente diferente”. Druckmann descreve essa abordagem como a “saída dos covardes”.

Druckmann acrescenta que, se você mudar radicalmente o cenário ou os protagonistas: “para mim, nesse ponto, é melhor você simplesmente faça uma nova IP”.

Provavelmente antes que essa decisão seja finalizada, Druckmann começará a trabalhar na adaptação para TV de The Last of Us da HBO. O programa, que recentemente encontrou um diretor em Johan Renck, de Chernobyl, começará a produção após o lançamento de The Last of Us Part 2.

The Last of Us Part 2 será lançado em 19 de junho para PS4.