A Frogwares, desenvolvedora do jogo The Sinking City e responsável pela série de jogos baseados no detetive Sherlock Holes, publicou ontem uma carta aberta falando sobre a retirada de The Sinking City das lojas digitais de várias plataformas. Entre os fatos relatados pela Frogwares, estavam acusações contra as publishers Bigben Interactive e Nacon de que ambas teriam violado os termos dos contratos entre as partes.

Agora, a Nacon respondeu as alegações da Frogwares, rebatendo todas as acusações lançadas contra si pela desenvolvedora.

Segundo a Nacon, há uma disputa entre as empresas sobre a interpretação do contrato para publicação de Sinking City atualmente pendente nas cortes judiciais francesas e uma decisão sobre isso não é esperada dentro dos próximos meses.

No entanto, segundo a Nacon, a Frowares “achou necessário antecipar o futuro julgamento ao publicar um comunicação a imprensa no seu site e feed no Twitter, o qual reflete a interpretação pessoal e errônea do conteúdo do contrato e a natureza da disputa”.

“A NACON enfaticamente rejeita a carta aberta, os termos da qual não se alinham com os fatos. FROGWARES está buscando desacreditar a NACON nos olhos do público e profissionais (indo tão longe quanto revelar informações confidenciais!) e colocar em risco a distribuição de ‘The Sinking City’, cujo desenvolvimento foi financiado principalmente pela NACON.”, lê o resto do comunicado.

“Esse comportamento, indigno de qualquer profissional, é inaceitável e a NACON pretende tomar ações legais para conseguir condená-los e obter uma indenização. A NACON está confiante sobre o resultado da disputa, independente dos truques usados pela FROGWARES para causar dano a ela”, finaliza a carta.

Até o presente momento, a Frogwares não se manifestou sobre a declaração da Nacon.