Governo deve iniciar reversão da política de desoneração de jogos eletrônicos no Brasil em março

Brasil

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta quarta-feira (1º) que deve iniciar, ainda em março, a reversão da política de desoneração de jogos eletrônicos no Brasil.

Em entrevista ao UOL, Haddad disse que o tema deve ser encaminhado neste mês. “A gente manda pra Casa Civil em março e evidente que a Casa Civil vai chamar os ministérios envolvidos — mas é uma prerrogativa da Fazenda”, comentou.

A medida tem o apoio do presidente Lula e depende de “uma estimativa um pouquinho mais precisa” do montante que pode ser arrecadado. “Já falei com o presidente e ele se disse a favor, porque em lugar nenhum lugar no mundo os jogos não são tributados”, disse. O ministro não detalhou o quanto o país deixa de arrecadar com a tributação de jogos e componentes eletrônicos, mas disse ser um valor expressivo. “Bilhões. Não muitos, mas bilhões”.

Na entrevista, Haddad menciona “jogos eletrônicos”. Como não é algo claro, acredita-se que esteja falando sobre os consoles e acessórios – impostos que foram reduzidos no governo Bolsonaro e que já havia indícios no fim do ano passado que seriam revogados – ou sobre jogos de “aposta”.


Saiba mais sobre o assunto:

cassino online Netbet