O guia “Final Fantasy VII Remake Ultimania” foi lançado há mais de um ano no Japão e trouxe diversas informações sobre a parte 1 do jogo. Agora, após o lançamento do episódio Intermission, “Final Fantasy VII Remake Ultimania Plus” traz ainda mais novidades sobre o jogo em si, também sobre a DLC e do que pode vir no futuro.

Como anteriormente, a usuária @aitaikimochi no Twitter traduziu as partes mais importantes do material e divulgou em seu perfil um grande resumo. A entrevista de Toriyama no livro dá algumas explicações e faremos uma lista abaixo com essas e outras informações/curiosidades:

  • A luta entre Cloud e Sephiroth acontece num lugar chamado “End of the World” (O fim do mundo), no limiar do tempo e espaço. Ali, o caminho do espaço e tempo podem ser alterados, sendo que ou isso acontece, ou o mundo acaba em 7 segundos. Quando Sephiroth diz “Sete segundos até o fim. Tempo suficiente para você, talvez? O futuro cabe a você, Cloud”, quer dizer que, naquele momento e naquele lugar, Cloud tem o poder para alterar o caminho pela frente.
  • Yuffie deixa Midgar ao mesmo tempo que Cloud e os outros.
  • O setor subterrâneo da Shinra possuía muitos segredos e Toriyama disse que queriam mostrar isso em Intermission.
  • O grupo da Avalanche liderado por Nayo é diferente do liderado Fuhito e Elfe em Before Crisis. São como um outro braço da Avalanche e que monitoravam a equipe de Barret.
  • Rufus vai para o prédio da Shinra não preocupado com seu pai, mas sim com os eventos que podem acontecer após o ataque da Avalanche.
  • A última cena de FFVII Parte 1, que acontece na estrada, foi pensada para dar um ar de alegria e alívio em meio a toda história mais sombria do jogo.
  • Cada flor amarela que aparece no caminho de Aerith tem um simbolismo com sua história. Seja perda passada ou eventos que podem acontecer no futuro. De toda forma, ainda com esperança, Aerith sente que os sussurros estão tirando algo dela.
  • Toriyama disse que a Aerith do capítulo 14 contém memórias de um futuro próximo, por isso ela fala de forma enigmática, mas tentando passar uma mensagem para Cloud e até pra si mesma.
  • Biggs aparece vivo no fim e o jogador pode ver isso. Já Jessie não é mostrada, mas é possível ver sua bandana e luvas. Toriyama disse que, se Biggs pôde ser salvo de algum forma, talvez Jessie também possa. De toda forma, Toriyama completa: “Já que esta história é sobre perda, se todos sobreviverem no futuro, então provavelmente será em um mundo diferente.”
  • Quando Marlene vê Aerith no Seventh Heaven ela está assustada. Ao abraçar Aerith, Marlene então vê algo que ela não deveria. Sobre o que ela vê nesse momento, Toriyama disse que vai deixar por conta da imaginação dos fãs.
  • O tempo em Midgar na Parte 1 serve para desenvolver persoangens e seus lados mais pessoais, como Reno e Rude e suas dúvidas quanto ao trabalho para a Shinra.
  • Durante a sequência de dança no Honey Bee Inn, Cloud pensa em Zack durante alguns momentos, principalmente em como ele estaria se divertindo vendo toda aquela cena. De toda forma, isso acontece como lembrança de outra pessoa e não como se lembrasse sobre algo de si mesmo.
  • Toda a cena no Honey Bee Inn serve como uma espécie de simbolismo para a geração atual. Isso também inclui toda a questão de gênero de Andrea.
  • Quando Aerith diz o nome de Zack para Cloud no playground de Evergreen Park, isso dá uma forte dor de cabeça em Cloud. Praticamente ele não quer reconhecer ou se lembrar de algumas coisas.
  • Quando Tifa pede a Aerith para resgatar Marlene, ela fica confusa quando Aerith diz o nome dela. Tifa sabe que nunca disse o nome de Marlene para Aerith.
  • A matéria que Aerith tem em seu cabelo, que pertence a sua mãe, é o catalisador de algumas visões, como a de Cloud no capítulo da igreja no qual encontra Aerith. O visão que ele tem é a de um futuro possível. De alguma forma, Aerith possui diversas memórias sobre diversas coisas ao redor dela, passado e futuro, como saber que Cloud é um mercenário. Alguns sussurros tentam retirar dela essas memórias.
  • Toriyama disse que todos os Sephiroths que aparecem no jogo são diferentes. Podem ser ilusões que Cloud vê, uma visão criada pelos seres encapuzados, uma projeção criada por Sephiroth ou até ele mesmo. Entretanto, todos tem como objetivo bagunçar a cabeça de Cloud.
  • Fisicamente, Sephiroth não existe porque foi morto por Cloud, então ele faz parte das memórias de Cloud. Sephiroth mantém uma forte conexão com Cloud já que vê ele como um grande rival ou companheiro, mas um dos poucos que o pode entender.
  • O rosto de Yuffie foi criado para ter traços mais orientais e juvenis, principalmente com expressões mais leves.
  • O cabelo de Weiss foi criado com maior volume para que isso representasse poder.
  • O desing de Yuffie foi todo feito num modelo real, principalmente para saber se suas meias mais altas iriam descer com movimento rápido ou durante o combate.
  • No capítulo 1, quando toca a trilha “Anxious Heart – False Memories-“, Toriyama diz que isso é um indício dos experimentos feitos em Cloud e que ele pode estar vendo memórias e ilusões, reais ou não.
  • Toriyama afirma que apenas aqueles que conseguem alterar o destino do planeta conseguem ver os Sussurros. Cloud consegue isso quando toca Aerith. Barret, Rufus e os outros passam a enxergar os Sussurros quando, de alguma forma, entram em contato com Cloud.
  • Durante o capítulo 3, num diálogo entre Tifa e Cloud, ela percebe que Cloud não lembra mais da promessa que fez quando eram crianças, onde ele iria salvá-la quando estivesse em perigo.
  • Durante uma cena onde Cloud vê Aerith indo embora, ele deixa escapar uma lágrima. De acordo com Toriyama, uma das possibilidades para isso é que a cena ativou uma memória futura de Cloud no jogo original, que acontece de forma similar na Sleeping Forest.