Assim como aconteceu com o protótipo de Sonic the Hedgehog, uma versão em desenvolvimento de Tomb Raider: Anniversary Edition foi disponibilizada na internet no dia 31/12. Tratava-se de um remake do jogo original, de 1996, que estava sendo desenvolvido pelo estúdio Core Design para PSP, PS2 e PC.

Para recapitular o histórico da franquia, o último título a ser desenvolvido pela Core Design foi The Angel of Darkness, lançado para PS2 em 2003. Como o jogo teve uma recepção fraca e combinada com dificuldades financeiras da publisher Eidos Interactive na época, a franquia foi transferida para o estúdio Crystal Dynamics, que fez uma reforma geral (um soft reboot) para o lançamento de Legend, em 2006.

Antes de fechar suas portas, a Core Design lançou à Eidos a ideia de um remake do jogo original para celebrar os 10 anos da franquia e iniciou o desenvolvimento, usando a engine do jogo Free Running para isso. O jogo estava cerca de 60% finalizado quando foi cancelado pela Eidos. A publisher havia optado por Anniversary, remake desenvolvido pela Crystal Dynamics, que foi lançado para PS2 em 2007 e, mais tarde, remasterizado para a coletânea Tomb Raider Trilogy, lançada para PS3 em 2011.

Os arquivos dessa versão alpha do remake da Core Design são de uma build anterior à usada nos trailers que vazaram na época, com diversas áreas incompletas e muitas mecânicas (como combate) ausentes, mas é possível explorar alguns dos ambientes para ter uma noção de como teria sido. Sem permissão para usar a licença Tomb Raider, o estúdio ainda teria tentado salvar o projeto adaptando-o para as franquias Indiana Jones e National Treasure (A Lenda do Tesouro Perdido, no Brasil), mas não obteve êxito.