O jornalista Jason Schreier divulgou um artigo no Bloomberg que traz diversos relatos de que a Naughty Dog está trabalhando em um remake de The Last of Us. Além disso, a Sony Bend Studio, de Days Gone, estaria envolvida em um projeto original, pois a proposta de um Days Gone 2 não foi levada adiante. Tudo isso explicando também a história do misterioso estúdio de San Diego, que foi alvo de inúmeros rumores nos últimos anos.

Schreier explica que o Visual Arts Service Group, localizado em San Diego, tem ajudado em inúmeros projetos da Sony. Há cerca de três anos, eles desejavam desenvolver o seu próprio projeto, ao invés de apenas ajudar outros estúdios. A equipe começou a trabalhar em um remake de The Last of Us para PS5. No entanto, a Sony nunca anunciou formalmente a existência do estúdio ou deu suporte a ele para que isso pudesse ir adiante. Pelo contrário, a Sony moveu o projeto do remake para a própria Naughty Dog. O grupo de San Diego foi encerrado e muitos desenvolvedores deixaram a companhia.

Isso, segundo o Bloomberg, é uma consequência do desejo da Sony de produzir somente blockbusters (ou seja, AAAs). Por conta disso, o Sony Japan Studio acabou sendo reestruturado, pois a companhia não quer mais fazer jogos que façam sucesso somente no Japão.

Essa fixação por AAAs acabou afetando o Bend Studio, de Days Gone. O jogo de zumbis teve uma boa perfomance em vendas, porém seu desenvolvimento foi longo e a recepção foi mista – isso fez com que Days Gone 2 nunca fosse uma opção para a Sony.

Assim, o Bend Studio começou a ajudar a Naughty Dog em um jogo multiplayer, enquanto que um segundo grupo interno trabalhava em um novo Uncharted com supervisão da Naughty Dog. Muitos membros do Bend Studio não estavam gostando disso e tinham receio de que o estúdio fosse absorvido para dentro da Naughty Dog e perdesse sua independência. Por conta disso, os líderes do Bend pediram para sair do projeto de Uncharted e, no mês passado, isso aconteceu. Agora, o Bend trabalha em um novo jogo próprio.

Voltando a San Diego, o estúdio decidiu focar em um remake para PS5, pois é uma aposta segura. A ideia original era um remake de Uncharted, mas logo acabou virando um remake de The Last of Us. A Naughty Dog estava focada em The Last of Us Part 2, portanto o estúdio podia trabalhar no remake e, no futuro, teríamos um pacote com os dois jogos da série no PS5. No papel, fazer um remake de The Last of Us seria mais barato, pois o jogo é mais recente do que o Uncharted original.

Assim, a equipe iniciou o trabalho, mas a Sony nunca anunciou publicamente a existência do estúdio e recusou liberar dinheiro para o projeto, levando as pessoas envolvidas a acharem que a companhia não estava muito a fim de fundar, de fato, um novo estúdio. Em 2019, uma demo foi finalizada.

Na época, estavam sendo feitas mudanças nas pessoas que gerenciam a PlayStation e Hermen Hulst, que tinha acabado de assumir, não achou o remake de The Last of Us impressionante. Ele achou que o projeto era muito caro e que a Sony já gastou menos com outros remakes no passado. O motivo de ser tão caro é que estava usando uma nova engine gráfica no PS5 e a equipe precisava crescer para desenvolver essa nova tecnologia. Hulst não estava convencido disso, segundo relatos.

No fim, a equipe de San Diego acabou sendo chamada para ajudar a Naughty Dog a finalizar The Last of Us Part 2 e o remake foi deixado de lado. Após a conclusão disso, a ideia era inverter os papéis: a autonomia seria perdida, mas a Naughty Dog ajudaria no remake. O projeto seria movido para o orçamento geral da Naughty Dog e, consequentemente, a desenvolvedora de Uncharted pareceria no comando mais uma vez. Assim, o estúdio de San Diego seria apenas um ajudante, de novo.

Pessoas importantes desse estúdio de San Diego deixaram a companhia no fim de 2020. O projeto do remake de The Last of Us, porém, continua sendo feito pela Naughty Dog e com suporte do Visual Arts Service Group, segundo relatos.

Resta aguardar para vermos se esse remake de The Last of Us realmente será lançado.