AnálisesPS3

Skate 3

Análise

NOME: Skate 3
FABRICANTE: EA Black Box
PLATAFORMA: ps3
GENERO: Skateboarding
DISTRIBUIDORA: EA Sports


LANÇAMENTOS
14/05/2010 14/05/2010 Não disponivel


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Single Player; Multiplayer Online e Offline

Definição HD: 720p

Troféus


 

 

A série Tony Hawk’s Pro Skater (THPS) da Activision dominou completamente os jogos de skate por vários anos. Começando de forma arrasadora com os primeiros jogos, ainda hoje admirados e jogados por muitos, a franquia decaiu de forma vertiginosa ao longo dos anos, pela falta de boas novidades e pelo excesso de adições dispensáveis. Eis que nesse cenário a EA aparece com uma nova franquia, simplesmente intitulada "skate". Ela prometia trazer os jogadores que haviam se cansado do esporte graças a THPS de volta, e conseguiu.

skate (o título é grafado assim mesmo, em minúsculo) era muito mais realista do que qualquer jogo de THPS. Não havia ollies de vários metros de altura, nem saltos quilométricos em half-pipes. Os controles, pra começar, eram totalmente diferentes. Em skate os ollies e as manobras são executadas com o analógico direito do controle, ao contrário de THPS que utiliza os 4 botões para as diversas ações. Esse esquema faz o jogo  ser mais difícil que THPS, mas também mais satisfatório, passada a curva de aprendizado. A série conseguiu tomar o lugar de THPS e hoje é bastante cultuada por quem gosta do esporte.

 

 

 

Não há diferenças gritantes entre os 3 jogos da série, mas algumas são significativas. Em skate 3 o jogador abandona sua cidade natal, San Vanelona, cenário dos dois jogos anteriores, e se muda para Port Carverton. skate 2 foi criticado por ter um cenário "anti-skate", com policiais perseguindo o jogador em determinados momentos, tirando a liberdade de exploração. skate 3 se passa não só em uma cidade que abraça o esporte e o incentiva, mas também uma cidade mais alegre, viva e colorida que os outros dois, o que certamente é um alívio para os olhos.

 

 

 

Port Carverton é dividida em três grandes distritos, e o jogador é livre para explorar cada um deles, As missões, tanto obrigatórias para seguir a história (o jogo inclusive possui uma "fase final") quanto opcionais, podem ser acessadas aproximando-se dos marcadores no mundo ou acessando o menu e as escolhendo. Ambas as opções servem para satisfazer todos os públicos, tanto os interessados em conhecer os cenários quanto os que apenas querem realizar as missões. Infelizmente, os três distritos não são interconectados, então para ir de um a outro você obrigatoriamente deve utilizar o sistema de viagem rápida do jogo, o que é uma pena. Também não há incentivos palpáveis para explorar o mundo, como itens secretos espalhados ou algo do gênero. Até mesmo o mapa não precisa ser preenchido: ele está completo desde o primeiro momento.

O jogo oferece bons tutoriais para quem não está acostumado aos controles da série. Neles é possível aprender tudo o que será necessário para jogar skate 3. O jogo também oferece modos de dificuldade e jogabilidade para todos os gostos. Além dos controles complexos, a câmera padrão do jogo é baixa, na altura das pernas do skatista, e está sempre próxima dele. É uma câmera que traz estilo ao jogo, mas também dificulta em alguns momentos. Felizmente há a opção de uma câmera "normal", mais parecida com a de THPS. A jogabilidade também pode ser configurada entre Easy, Normal e Hardcore. No modo mais fácil as manobras são executadas com mais facilidade, e os grinds são auxiliados pelo jogo. No outro extremo, o modo Hardcore traz uma simulação brutal. Alcançar velocidade exige mais remadas com o pé, as manobras devem ser perfeitamente executadas e os grinds não recebem ajuda alguma.

 

 

 

A trilha sonora merece um comentário à parte. As músicas no geral são ótimas e combinam muito com o clima do jogo. De Disorder do Joy Division a Dead End Friends do Them Crooked Vultures, passando por Beastie Boys, Pixies e outros, há faixas para agradar todos os públicos.

O jogo tem um elemento online muito forte. Você pode jogar com até 5 outros amigos, andando livremente pelo mundo ou competindo em praticamente qualquer um dos desafios do jogo, e há várias dezenas deles para escolher.  Contudo, o modo online necessita de um jogo novo, pois para acessá-lo você deve usar um código especial que só é válido uma vez. Caso adquira o jogo usado, deverá comprar um DLC para acessá-lo. O mesmo vale para o modo de criação de fases. Esse modo, aliás, traz algumas novidades em relação a skate 2 (que só permitia editar algumas partes dos cenários existentes, não criar pistas inteiramente novas), mas continua pouco intuitivo, não estimulando os jogadores a criarem e compartilharem fases.

É possível tirar fotos dentro do jogo a qualquer momento, assim como assistir um replay dos últimos minutos de jogo e editar esse replay da forma que desejar, e ambos podem ser hospedados nos servidores da EA para compartilhar com seus amigos. Infelizmente tanto as fotos quanto os vídeos não são facilmente acessados e ficam restritos na Internet aos sites não amigáveis do jogo. Seria interessante poder hospedar as imagens no Picasa ou Flickr, por exemplo. É até possível hospedar os vídeos de replay no YouTube, mas para isso você deve comprar um DLC específico. A política de conteúdo adicional da EA vem cada vez mais exigindo que os jogadores adquiram separadamente diversas partes do jogo, e nem a hospedagem de vídeos consegue escapar disso.

 

 

 

skate 3 é um ótimo jogo, mas algumas perguntas ficam no ar e devem ser respondidas: o jogo é melhor que seus antecessores, e deve ser jogado por quem já conhece os outros? A primeira resposta é, definitivamente, sim. O jogo é mais acessível que os anteriores, e ainda assim oferece modos que o tornam ainda mais desafiador que o normal. Os novos modos e o componente online forte prendem o jogador e aumentam e muito a longevidade do jogo. A resposta para a segunda pergunta, contudo, tende mais para um "depende". O jogo, apesar de ter novidades, é muito parecido com os outros, e quem procura skate 3 buscando inovações significativas vai se decepcionar. Quase se pode dizer que é "mais do mesmo", mas pelo fato de o jogo ser realmente bom, seria cruel dizer isso. A verdade é que quem começar a jogar a série por skate 3 vai aproveitar muito mais do que quem já é familiar a ela.

Essa é a verdade, portanto. Novatos à série vão apreciar skate 3 mais do que seus fãs. A EA está trilhando um caminho perigoso com a série, que nasceu revolucionando o gênero e que agora está entrando no ciclo de lançamentos anuais, que não permite que novidades verdadeiras surjam, pelas restrições de tempo. Até o momento dessa análise não foi anunciado um skate 4, mas isso deve eventualmente acontecer. Esperamos que o jogo fuja desse ciclo e tenha mais tempo para ser lançado, tempo esse que pode ser usado para implementar novidades, que agora, mais do que nunca, são essenciais à série. Caso isso não aconteça, skate irá cometer as mesmas falhas da série Tony Hawk’s Pro Skater, e também terá tudo para afundar como ela.

85%