AnálisesPS3

SingStar

Análise

NOME: SingStar
FABRICANTE: SCEE London Studio
PLATAFORMA: ps3
GENERO: Musical
DISTRIBUIDORA: Sony Computer Entertainment


LANÇAMENTOS
12/07/2007 12/07/2007 Não disponivel


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Nº de Jogadores: 2

Definição HD: 720p

Microfones

PlayStation Eye

Troféus


Escrever uma análise tanto tempo depois do lançamento de um jogo nunca fez tanto sentido. Acontece que SingStar passou por tantas atualizações desde seu lançamento que hoje é praticamente outro jogo. Como os games da franquia – mesmo as edições temáticas, como SingStar ABBA e SingStar Queen – tem a mesma estrutura (compartilham o mesmo pacote de troféus, inclusive), esta análise serve para todos os games SingStar no PlayStation 3.

Games musicais sempre existiram, mas nunca estiveram tão evidentes quanto na atual década. Normalmente, games de karaokê são ignorados pelo público hardcore e são até alvos de chacota. Entretanto, é com SingStar – um dos games mais subestimados do PS3 –, que esse público pode pagar a língua.

O conceito é simples: você deve cantar as músicas selecionadas no tom correto e acumular pontos, ou seja, não é necessário cantar a música com a letra exata (pode ser no “embromation”). Todas as músicas são as composições originais dos artistas, com seus respectivos clipes musicais oficiais – na prática, todos os direitos são adquiridos para não haver as temíveis “versões alternativas” das suas músicas favoritas.


Cada game oferece um pacote com apenas 30 músicas, uma quantidade aceitável para um game de PS2, mas inadmissível para uma mídia Blu-Ray. Além do mais, os videoclipes não são apresentados em alta resolução (com raríssimas exceções), mas todos estão adaptados para apresentação em 16:9. Mesmo limitado a apenas um estilo – rock –, é difícil um setlist de Guitar Hero agradar a maioria. Imagine então incluir todos os estilos musicais, com canções de todas as épocas e lugares, com um número de apenas 30 opções e ainda agradar a maioria? Não, caro leitor, SingStar não é capaz disso. A seleção só será de seu grado caso seja fã de ABBA ou Queen, por exemplo, e compre as edições especiais desses grupos. Contudo, as opções online são bem mais vastas.

E é na “SingStore” (nome da loja online do jogo) que a coisa muda de figura. O acervo musical da SingStore é tão vasto que você pode ficar horas pesquisando no que gastar seu precioso dinheiro da PSN. Na versão americana do jogo, há quase 1.000 canções pra baixar, sendo que cada uma custa US$ 1,49. Na PSN europeia (que pode variar de acordo com o país da PSN ID), cada canção custa € 0,99 e ainda traz mais de 1.300 músicas diferentes pra baixar, mas ambas possuem lançamentos quinzenais de novas músicas. Quase todas as canções da SingStore americana do game estão disponíveis na versão europeia, porém, obviamente, a versão eropeia tem muito mais opções. Há cantores e grupos muito famosos que só agraciam a SingStore europeia: “Keane”, “Fall Out Boy”, “Lady GaGa” e “Black Eyed Peas” são só alguns exemplos.


Cada música vem com seu respectivo videoclipe em resolução “standard”, justificada para que os downloads não sejam demasiadamente longos e, claro, para poupar espaço no HD do videogame. Para aproveitar todo o acervo online do game, é aconselhável ter duas contas na PSN (uma dos EUA e outra da Inglaterra). Mas é importante lembrar que a SingStore pode ser visualizada apenas pelo jogo ou com o “SingStar Viewer” (gratuito na PlayStation Store). Isso faz com que os dados guardados fiquem registrados apenas no IP do console em que é baixado, ou seja, mesmo compartilhando contas na PSN em outros aparelhos, o conteúdo comprado no game só poderá ser usado no console de origem do pagamento.

Os menus são simples eficazes, agilizando e facilitando a diversão instantânea – requisitos obrigatórios para um jogo com essa proposta. Além do modo “Practice”, que serve para você ir aprendendo as letras e tons das músicas antes de partir para pontuação, existem também os modos: “Solo”; “Battle” e “Duet”. O primeiro é o básico modo para um jogador e os outros dois são os modos para dois jogadores, sendo que “Battle” é o modo de pontuação concorrida, onde ambos cantam toda a música e no “Duet” a música é dividida por igual (cada um canta uma estrofe e ambos cantam o refrão) e a pontuação é somada. Caso não queira cantar uma música inteira, há uma opção para cantar apenas uma “short version” das canções (com exceção das canções menores).


Ao contrário de games como Guitar Hero e RockBand, não há como importar as canções de um game para o HD e usar apenas um disco para ter toda sua lista, porém, no menu de escolhas das músicas, é possível apertar “Select” no Dualshok3 para trocar o disco sem interromper o jogo. Além disso, é possível usar as versões dos games da franquia do PS2 direto no seu PS3, garantindo troféus e tudo mais. Se você tem alguma versão do game para PS2, com os microfones e tudo, saiba que ela funciona (com os acessórios e tudo mais) em qualquer PS3, sem restrições de modelo.

O visual de todo o ambiente do game é customizável e há várias opções de personalização. Você pode mudar os temas, cores e sons para não enjoar e ainda pode comprar mais temas na SingStore (como o tema de Little Big Planet). Ainda há o editor de tema (também pago), onde você pode criar um wallpaper de sua vontade, usar um editor de imagens para personalizá-lo e ainda escolher a canção de background enquanto você navega nas opções.


O game ainda oferece suporte à PlayStation Eye (ou ao EyeToy) para gravar suas performances e/ou tirar fotos durante a jogatina. Você pode gravar vídeos com a música inteira ou então das partes mais marcantes e pode guardar tudo no seu HD, junto com as fotos e as gravações de áudio. Ainda há opções gratuitas para incrementar mais o jogo: você pode baixar na SingStore o comando de voz, onde pode executar quase todos os comandos (apenas em inglês) só com o microfone e também o editor de vídeos, onde você pode fazer uns vídeos mais elaborados com cortes e efeitos simples.

A última atualização do game permite que você use o PSP como reprodutor remoto da lista de reprodução: durante uma canção, você pode usar o portátil para selecionar a próxima música da lista e economizar tempo nos menus – opção muito útil para jogatina com a galera. Inclui também a adição do “vibrato” pois, até então, os jogos musicais com uso do microfone penalizavam o jogador por “tremer” a voz, que o game caracterizava como sair do tom, mesmo que o jogador estivesse cantando igual ao cantor. E incluiu finalmente o modo online para jogar nos modos Dueto e Batalha, porém, somente com os amigos da sua lista, sem opções para enfrentar alguém aleatoriamente.

Apresentação visual do “vibrato”

Como se não bastasse tantas opções para o modo online, eis que a London Studio cria a “SingStar Community”, que é tão grande que pode ser considerada como uma rede social exclusiva do jogo. Você entra no “My SingStar Online” e cria o seu perfil, escolhe uma foto entre as predefinidas ou tira a própria foto com a câmera (PSEye ou EyeToy), escolhe uma insígnia, a bandeira de um país e pode começar a encher de conteúdo. Além das fotos, você pode incluir vídeos (ambos da sua galeria do jogo) de até 30 segundos e também performances inteiras de áudio. Além disso, você tem uma página de recados online e outras abas, como conteúdo favorito e lista de amigos que tem o game. Nessa página, também é mostrada a sua pontuação mais alta em cada dificuldade (Easy, Medium e Hard).

Ainda dentro da comunidade, você pode se divertir vendo os vídeos de outros usuários, classificar o material de mídia deles e também ter o seu votado. Há sessões como “melhores da semana”, “mais recentes” e o “Hall da Fama”, onde você pode apreciar os materiais com pontuação mais alta de todos os tempos. É como um YouTube exclusivo do jogo. Acredite, você pode rir muito com alguns dos vídeos enviados. Lembrando que não é necessário ter o jogo para acessar essa comunidade, basta baixar o SingStar Viewer na PS Store e qualquer um poderá acessar o conteúdo de mídia dos usuários – inclusive classificar de 1 a 5 estrelas cada conteúdo. No SingStar Viewer também é possível comprar músicas, que obviamente só poderão ser cantadas pelo jogo.

Na versão europeia do game há microfones sem fio, porém, há relatos de que a resposta e qualidade dos microfones wireless são inferiores ao convencional (wired). Ainda é possível usar outros microfones USB (usando em outros games musicais, como Karaoke Revolution, Sing It e os já citados RockBand e Guitar Hero. Entretanto, tais microfones são inferiores aos oficiais que acompanham o game nos bundles e podem prejudicar sua pontuação – principalmente se estiver fazendo troféus –, mas são um ótimos “quebra-galhos” pra quem tem os microfones e arranjou só o jogo.

Mesmo que seja um jogo considerado casual, o nível de dificuldade é bem elevado e dificilmente você conseguirá a pontuação máxima em alguma música, mesmo jogando no Easy. O Hard chega a ser frustrante de tão difícil, mas é importante lembrar que você não precisa ser um cantor profissional para conseguir pontuação alta, tampouco ter voz bonita, basta ter técnica… com o tempo você começa a pegar o jeito e poderá tirar pontuações altíssimas mesmo que não seja um bom cantor.

Na SingStore você encontra diversas músicas de: Coldplay (mais de 15), Gorillaz, Radiohead, Pussycat Dolls, Evanescence, Avril Lavigne, R.E.M, Britney Spears, Amy Whinehouse, etc.. Você acha até uma “Anna Júlia”, de Los Hermanos perdida no meio delas… ou seja, tem músicas pra todos os gostos (se não acredita, baixe o SingStar Viewer e veja por si mesmo). SingStar é um daqueles jogos que você compra pra incluir sua namorada no mundo dos games e é você quem acaba jogando mais do que ela.

85%