AnálisesPS3

LittleBigPlanet

Análise

NOME: LittleBigPlanet
FABRICANTE: Media Molecule
PLATAFORMA: ps3
GENERO: Aventura / Plataforma
DISTRIBUIDORA: Sony


LANÇAMENTOS
03/11/2008 03/11/2008 30/10/2008


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Nº de Jogadores: 1-4 (Online: 2-4)

Definição HD: 720p

PlayStation Eye

Downloadable Content (DLC)

Troféus


Tenha cuidado ao ligar o seu PS3 com o Blu-Ray de LittleBigPlanet. Você corre o sério risco de ficar extremamente viciado em um jogo que, a primeira vista, qualquer um poderia pensar que se trataria de mais um "joguinho casual" ou "para crianças" como temos visto aos rodos no Nintendo Wii. E muito se engana quem se leva pelas primeiras impressões. LittleBigPlanet é, sem a menor sombra de dúvidas, um jogo ímpar, e uma das maiores e mais agradáveis surpresas dos últimos tempos no mundo dos games.

 

LBP é simplesmente inovador. E extremamente bem realizado pela Media Molecule, produtora do jogo. Embora seja na sua essência um jogo de plataforma, apenas caracterizá-lo como tal pode ser até uma ofensa. Além de um jogo, LBP pode ser visto como uma ferramenta de criação e de interação com um potencial e com características de longevidade até então vistas em muito poucos jogos. O jogo é pautado sobre os conceitos Play, Create e Share, onde cada uma destas ações (jogar, criar e compartilhar) é executada com maestria.

 

 

Você controla a aventura de um boneco de pano carismático e engraçado denominado no jogo como Sack Person ou Sack Boy. O jogo se passa em um planeta semelhante à Terra, onde cada nível principal é uma representação estereotipada de uma região do planeta, com vários pormenores, como a música e cores que a caracterizam. Como já citado, o jogo se desenvolve no estilo de plataforma (possuindo até três planos diferentes). Tem uma física realista, o que pode ser visto como algo ruim, principalmente em algumas plataformas (ao pular de um lado para o outro, a inércia é observada e o Sack Boy não para exatamente no lugar onde cai), o que torna o jogo um pouco mais complicado.Entretanto, no geral está longe de se tratar de um jogo difícil.

 

O jogo é recheado de quebra-cabeças, corridas e itens que normalmente estão dentro de balões, muitas vezes em lugares desafiadores. Estes itens são utilizados em todo o jogo para customização e decoração tanto do personagem quanto dos cenários, bem como para servir de “chave” para acessos a algumas localidades e funcionalidades especiais do jogo. Vale destaque também a movimentação do Sack Boy. Você pode controlar os seus braços individualmente, bem como suas expressões faciais e o movimento do corpo e da cabeça (estes últimos através do sensor de movimentos do SIXAXIS), o que garante uma dose extra de diversão, principalmente no modo online.

 

 

E falando no modo online, eis mais um dos fatores que tornam LBP o jogo sensacional que ele é. Todas as fases podem ser jogadas por até quatro jogadores, tornando LBP em uma senhora experiência de jogabilidade cooperativa. Inclusive, em quase todas as fases existem áreas secretas que guardam vários itens e que só podem ser acessadas com a ajuda de um ou mais jogadores. E engana-se quem pensa que para jogar online é necessária alguma espécie de login e procura de salas com outros jogadores. Basta escolher uma fase e selecionar o opção “Play Online”. Mais simples impossível.

 

O único ponto um pouco negativo é que as vezes a câmera atrapalha um pouco ao se jogar com outras pessoas online, pois à medida que os Sack Boys dos jogadores se afastam uns dos outros, a câmera também se afasta do cenário para manter os mesmos na tela, tornando alguns objetos do cenário muito pequenos. Porém em nenhum momento chega a realmente comprometer a jogabilidade e, principalmente, a diversão.

 

 

Para se ter uma idéia do potencia do modo online de LBP, iniciei uma fase no modo online para pegar alguns itens específicos que só poderiam ser pegos com a ajuda de mais um jogador. Eis que entraram mais três jogadores que eu não conhecia na fase e ficamos mais de quarenta minutos apenas dançando macarena, inventando coreografias e fazendo os Sack Boys darem “tapões” uns nos outros.

 

 

E não é só isso. LBP ainda possui outra funcionalidade excelente: o editor de fases e cenários. Diversos jogos também possuem, mas o que faz o editor de LBP ser muito melhor do que o da grande maioria é, além da facilidade para se criar os cenários e das quase ilimitadas possibilidades para criação com a enorme quantidade de itens a disposição, a possibilidade de disponibilização destes cenários online. Existem milhares de cenários disponíveis, e muitos feitos com extrema qualidade, com os temas mais variados, desde jogos clássicos até filmes. Os cenários podem ser jogados por qualquer pessoa (desde que você assim permita), da forma e quantas vezes a pessoa quiser. Também podem ser avaliados e criticados, bem como se tornarem favoritos dos jogadores, trazendo todo o conceito de interatividade e colaboração da Web 2.0 para o jogo, talvez a primeira vez que a idéia é utilizada tão bem.

 

Graficamente vemos um jogo produzido com muito esmero. Texturas muito realistas (principalmente as dos tecidos), efeitos da natureza como chuva e fogo praticamente perfeitos. Além disso, a própria característica e natureza de ser um jogo que não foca na realidade e sim em personagens e objetos feitos a partir de elementos reais o transforma em um jogo com um visual único. Além disso, a parte sonora também é um show a parte. Narrada pelo excelente humorista britânico Stephen Fry, com músicas gravadas por bandas independentes e caracterizadas de acordo com o cenário, além de proporcionarem imersão ainda mexem com as emoções.

 

 

LittleBigPlanet é sem dúvida um jogo imperdível, além de um exemplo de criatividade. As possibilidades que se abrem para o jogo em seu modo online são praticamente inesgotáveis. Junte-se a isso o excelente editor de estágios, gráficos ótimos e o carisma do personagem principal e temos então um jogo que vai ficar por muito tempo no console dos jogadores.Quem dera todos os jogos que parecem casuais fossem assim…

96%