AnálisesPS4

Análise – Ace Combat 7: Skies Unknown

Análise

NOME: Ace Combat 7: Skies Unknown
FABRICANTE: Bandai Namco Studios
PLATAFORMA: ps4
GENERO: Ação
DISTRIBUIDORA: Bandai Namco Entertainment


LANÇAMENTOS
18/01/2019 18/01/2019 18/01/2019


INFORMAÇÕES ADICIONAIS E SUPORTE
Resolução Máxima: 1080p
Nº de Jogadores: 1-8 (online)
Troféus (inclusive Platina)
DLC
Espaço necessário: 53,76 GB
Legendas em PT-BR: Sim
Dublagem em PT-BR: Não


Ace Combat 7: Skies Unknown é meu primeiro contato com a série e graças ao seu excelente design de missões da campanha aliado com uma jogabilidade rápida, viciante e precisa, tornou-se um dos meus jogos favoritos no PS4.

A campanha acompanha a guerra entre o reino de Eurásia e a Federação de Osea que lutam principalmente pelo controle de um elevador espacial localizado no continente de Usea. O jogador assume o papel de um piloto nas forças da Federação de Osea, porém o “personagem” não tem participação na história. A mesma é um pouco difícil de ser acompanhada devido à forma que é contada com muitos termos militares, personagens que aparecerem e desaparecem de maneira repentina, pouco desenvolvimento em seus principais momentos, entre outros problemas.

Apesar da história fraca, as missões que compõem a campanha são incríveis, utilizando de cenários inesperados para testar as habilidades do jogador. Um pré conceito comum sobre Ace Combat é que o título se focaria apenas nas batalhas aéreas entre caças militares, o que passa a impressão que a jogabilidade poderia tornar-se repetitiva depois de algumas horas. No entanto, embates aéreos são uma pequena parte do conjunto nas batalhas, pois é necessário se atentar para aliados na terra e no mar, fornecer suporte aéreo, destruir localidades e/ou inimigos específicos, voar sobre condições meteorológicas não favoráveis e muito mais. Saber analisar todos os elementos presentes em um confronto e utilizá-los a seu favor é o que torna o momento de abater um inimigo satisfatório.

Algumas missões, por exemplo, colocam o jogador em situações onde a visibilidade é péssima e requer que encontre inimigos escondidos. Outras missões requerem que você não seja visto pelas forças inimigas que utilizam de satélites, faróis de luz e radares contra o jogador. Outras requerem que você destrua o máximo de unidades inimigas na terra, mar e ar e obtenha uma determinada pontuação, sendo também necessário fornecer suporte aéreo para demais aliados no campo de batalha. A variedade desses cenários é o que torna a campanha impressionantemente divertida, pois a mesma irá constantemente desafiar um conjunto diferente de habilidades do jogador.

As primeiras missões agem como tutorial para os controles e explicam o funcionamento dos objetivos básicos de uma missão, mas logo em seguida já desafia os jogadores a utilizarem o básico aprendido sobre novas condições. A jogabilidade se aproxima mais de um Arcade do que um simulador, sendo que pilotar e realizar manobras é algo bastante simples. É possível também alterar a câmera para observar seu caça em primeira pessoa, do cockpit ou em terceira pessoa, o que muda drasticamente a experiência de pilotagem.

Ace Combat 7 não é um jogo fácil mesmo na dificuldade normal, mas felizmente é possível obter equipamentos melhores gradativamente liberados durante o jogo ou retornar em missões já completadas para se conseguir dinheiro ou rank melhores. A campanha foi desenvolvida para ser jogada várias vezes e incentiva que os jogadores consigam pontuações cada vez maiores em cada uma de suas missões.

Fora da campanha, ainda existem os modos multiplayer e um modo dedicado ao PSVR, sendo que este último não pude testar por não ter o equipamento. O multiplayer permite que até 8 jogadores batalhem entre si em modos cada um por si ou em times. Nesse caso, o existe apenas o foco no combate aéreo, sem os demais objetivos que fizeram a campanha se destacar.

Veredito

Ace Combat 7 se destaca, principalmente, pela sua incrível campanha e jogabilidade. Sendo este meu primeiro contato com a série, AC7 tornou-se uma de minhas experiências favoritas no PS4 e um grande motivo pelo qual acompanharei a série no futuro.

Jogo analisado com código fornecido pela Bandai Namco.

90%