Nickelodeon All-Star Brawl 2 – Review

Nickelodeon All-Star Brawl foi um dos vários títulos que tentaram surfar no sucesso de Super Smash Bros. da Nintendo. Ou seja, dizer que é inspirado é minimizar o quão similar são os jogos mecanicamente. Apesar de ter alguns toques próprios no gameplay, de uma forma geral notava-se que Nickelodeon All-Star Brawl tentava conquistar uma parte do bolo de sucesso da franquia da Nintendo. Não vou negar: o título parecia promissor, mas quando foi lançado era claramente um jogo que precisava de mais tempo de desenvolvimento. Não havia vozes nos personagens (algo que chegou com patch), os gráficos eram simples demais e os modos idem.

Nickelodeon All-Star Brawl 2 simplesmente pega tudo o que o primeiro jogo trouxe e o evolui em todos os aspectos possíveis. Dito isso, ainda é difícil não compará-lo com Super Smash Bros., mas se você fizer isso com o seu antecessor, verá que é uma evolução incrivelmente significativa.

Nickelodeon All-Star Brawl 2

Nickelodeon All-Star Brawl 2 é um jogo de luta de plataforma, caso não tenha ficado claro. Ou seja, você vence a batalha jogando o oponente para fora da arena. Quanto mais dano o personagem acumula, mais longe é levado pelos golpes que ele recebe. Se você jogou o primeiro título (que foi dado no PS Plus) ou Super Smash Bros., a ideia é exatamente a mesma.

O gameplay continua sendo similar em vários aspectos também: há ataques leves e pesados, pulo, desvio no ar, rolamento e defesa. A defesa, porém, é igual a Smash Bros. agora, sendo que pode ser quebrada. Outra mecânica pega do jogo da Nintendo é o movimento especial para o lado. Talvez por ser mais parecido com Smash, o gameplay num geral ficou melhor.

Mas a clássica frase “copia, mas não faz igual” é válida num ponto: em Nickelodeon All-Star Brawl 2 há a mecânica de Slime no L2. Todos os personagens possuem uma barra com três níveis. Quando cheia totalmente, é possível ativar um Super (basicamente um Final Smash). Os outros níveis podem ser gastos para realizar seus movimentos especiais ou ataques fortes mais fortes ainda, ou mais rápidos ou algum outro efeito. Também pode ser usado para fazer um dash aéreo ou até mesmo cancelar o lag de qualquer golpe. É uma mecânica interessante, no fim das contas, e que finalmente se diferencia do jogo da Nintendo de alguma forma.

Nickelodeon All-Star Brawl 2

No fim das contas, o gameplay de Nickelodeon All-Star Brawl 2 evoluiu e ficou ainda melhor. Mas e os modos? Essa era uma dura crítica do seu antecessor.

Nickelodeon All-Star Brawl 2 ainda oferece um modo Versus local e Arcade nos moldes clássicos, mas há um minigame de destruir os alvos (sim, idêntico ao “Break the Targets” de Smash) e um Boss Rush. O Boss Rush, como o nome indica, é enfrentar os chefes em sequência. Chefes são um novo desafio que está incluso principalmente na campanha, a qual também é novidade.

Nickelodeon All-Star Brawl 2 possui uma campanha roguelite e com uma história simples. Basicamente, o vilão Vlad Plasmius está tentando conquistar tudo e você deve impedi-lo. Porém, sempre que você chega nele, algo imprevisto acontece e a história começa de novo. Aí que vem o elemento roguelite.

Nickelodeon All-Star Brawl 2

A campanha pode ser definida pelo o que chamamos de “runs” (corridas). Em cada run, você enfrenta cerca de 36 fases. Essas fases são separadas por caminhos de 12 fases com três chefes diferentes. O chefe consiste em lutas similares à Master Hand de Smash Bros: é um oponente que não sente knockback e possui uma barra de vida, basicamente. O Shredder das Tartarugas Ninja, por exemplo, é um chefe, assim como o próprio Vlad citado.

Durante a run, você obtém vários upgrades (que podem ser aprimorados) exclusivos para aquela run, como lançar um foguete a cada 10 segundos ou causar status (como queimadura ou envenenamento) nos oponentes. Após completar uma run, a qual você passa pelos três chefes citados (além de vários oponentes e lutas contra mobs – que são vários oponentes de uma só vez, mas relativamente fracos), o seu personagem retorna a um lobby. É nesse lobby que você pode usar duas moedas distintas que não são perdidas nas runs para obter aprimoramentos permanentes, como mais vidas (stocks), curar mais HP entre as fases e assim por diante.

A campanha consiste em cerca de 5 ou 6 runs. Não é muito longa – em torno de 2 horas você deve concluí-la. Mas é um modo um pouco diferente do Arcade e que traz um ar de novidade.

Nickelodeon All-Star Brawl 2

Testamos o online de Nickelodeon All-Star Brawl 2 em modos 1×1 e tudo rolou muito bem – melhor inclusive que o primeiro jogo, a princípio. Porém, somente com o game público é que teremos uma noção se o servidor aguentará o fluxo de jogadores.

Por fim, vale comentar sobre o elenco de personagens. De uma forma geral, são escolhas muito sólidas. Além dos que retornam do primeiro jogo (inclusive alguns que eram DLC como Garfield), temos muitos novos, como Lula Molusco e Jimmy Neutron. Algo “engraçado” é que as Tartarugas Ninja foram trocadas: Leonardo e Michelangelo deram espaço a Raphael e Donatello. Outros personagens cortados que talvez façam falta para alguns são Toph, Sandy e Shredder.

Nickelodeon All-Star Brawl 2

Nickelodeon All-Star Brawl 2 é um ótimo jogo de luta de plataforma. Infelizmente, por ser extremamente parecido com Smash Bros., será um título que viverá na sombra da série da Nintendo. Obviamente, se você leu esta análise, notou que há muitas comparações entre os dois, mas é algo inevitável.

O problema é que, com esta sequência, Nickelodeon All-Star Brawl 2 não tenta adquirir uma identidade própria. As mecânicas inseridas e outras novidades deste segundo game são claramente pegas de Smash. Como são coisas que funcionam, consequentemente é um jogo bom e inclusive acessível para um público (PlayStation) que não pode aproveitar o título de Mario e Link sem comprar outro console. Mas por ser mais do mesmo, dificilmente será lembrado, infelizmente.

Versão de PS4

Um ponto muito importante sobre a versão de PS4 de Nickelodeon All-Star Brawl 2: está horrível. Esta análise foi baseada no jogo de PS5, o qual está bem redondo: gráficos rodam a 60 fps sem quedas, inclusive no menu.

A fim de curiosidade, jogamos um pouco o título de PS4 e… putz. Tudo começa pelo menu travado, rodando a menos que 30 fps. Durante as lutas em si as quedas são frequentes e alguns movimentos como o desvio aéreo fazem parecer que quadros de animação desapareceram devido aos travamentos e quedas de taxa de quadros.

O jogo sai hoje (7) e, até o momento, não vimos melhorias ou um patch. São coisas técnicas que com certeza podem ser arrumadas (não dá para acreditar que seja um jogo pesado para o velho guerreiro da Sony), mas até que isso aconteça, recomendamos que passe longe de Nickelodeon All-Star Brawl 2 no PS4 e aproveite somente no PS5.

Jogo analisado no PS5 com código fornecido pela GameMill Entertainment.

cassino online Netbet

Veredito

Nickelodeon All-Star Brawl 2 é uma evolução natural do primeiro título, trazendo mais modos e um polimento gráfico notável. Infelizmente ainda não faz o suficiente para se diferenciar da concorrência, mas é uma ótima opção para os jogadores de PlayStation que buscam por um jogo de luta de plataforma.

80

Nickelodeon All-Star Brawl 2

Fabricante: Fair Play Labs / Ludosity

Plataforma: PS4 / PS5

Gênero: Luta

Distribuidora: GameMill Entertainment

Lançamento: 07/11/2023

Dublado: Não

Legendado: Não

Troféus: Sim (inclusive Platina)

Comprar na

Veredict

Nickelodeon All-Star Brawl 2 is a natural evolution of the first title, bringing more modes and notable graphic polish. Unfortunately it still doesn’t do enough to differentiate itself from the competition, but it’s a great option for PlayStation players looking for a platform fighting game.