O beat-’em-up Aeon Must Die será lançado hoje (14) para PS4, Xbox One, Switch e PC. Porém, seus problemas legais ainda persistem.

Um dia antes de seu lançamento, alguns dos desenvolvedores originais do jogo – agora em um estúdio diferente e recém-formado – publicaram uma declaração solicitando que a publisher Focus Entertainment “prossiga com suas responsabilidades legais”. Isso significa, entre outras coisas, compensar de forma justa os indivíduos que supostamente não foram pagos por seu trabalho.

Para entender melhor a situação, leia a notícia original. Cerca de 1 ano depois, o trailer ressurgiu no canal da Focus. Agora, com o lançamento se aproximando, os desenvolvedores se pronunciaram.

Atualmente, a Limestone foi fechada e os seus ex-desenvolvedores formaram a Mishura Games, que inclusive anunciou IMMORTAL: And the Death that Follows recentemente.

Mishura soltou um comunicado dizendo que o “problema com a IP” permanece sem solução e alega que a maior parte do trabalho de animação no trailer permanece sem pagamento. Arsen Shakhbabyan, um animador que trabalhou no jogo, entrou com uma ação de copyright, retirando o trailer do YouTube. Mas o trailer está de volta, como vimos. De acordo com a declaração de hoje, o YouTube restabeleceu a listagem na ausência de qualquer processo judicial. A Mishura Games, que supostamente gastou quase 60.000 euros em processos, diz que não está acabado, mas que não possui condições no momento para entrar com uma ação judicial nos tribunais.

Resta ver como essa história acabará. Recomendamos que os interessados na situação leiam o comunicado na íntegra da Mishura Games, assim como o FAQ da Focus Entertainment.