Em abril deste ano, um YouTuber espanhol soltou a notícia de que o CID (console ID) de milhões – provavelmente todos – PS3 vazaram na internet.

Com isso, devido a essa informação pública, inúmeras pessoas mal intencionadas estão usando desses dados para cometer ações que causam um banimento do console. Ou seja, a Sony detecta automaticamente algo de estranho com aquela ID e gera o banimento. Há muitos relatos recentes na internet sobre o assunto, como no fórum PSN Profiles.

Apenas para esclarecer: a sua conta PSN está segura, ainda mais se você ativar o 2FA – Two-Factor Authentication (Verificação em Duas Etapas) – que é basicamente receber um código em seu celular ou usar o aplicativo de autenticação quando você faz o login em um novo dispositivo (saiba mais sobre isso no site da PlayStation). O que está causando problema aqui é o próprio PS3. Cada PS3 tem uma ID própria (CID) que a PSN também detecta quando você loga na internet com o console. Em outras palavras, seu PS3 fica banido, mas a sua conta não.

Se você conseguir logar na PSN com o PS3 – ótimo, você não foi afetado por esse problema. Se foi banido, há algumas soluções oficiais: entrar em contato com o suporte, esperar o banimento acabar se for temporário ou, é claro, usar outro PS3. De forma não oficial e apenas em casos extremos, o CID pode ser alterado modificando o PS3 (custom firmware).

Se o vazamento for real, infelizmente é questão de tempo até que todos os PS3 sejam afetados de alguma forma.

A notícia está sendo postada como rumor porque são informações divulgadas de “boca a boca” e a Sony não se pronunciou oficialmente sobre o assunto. É difícil, nesse caso, termos informações precisas (o vazamento realmente aconteceu ou os banimentos são coincidências? O que de fato está acontecendo se a pessoa teve o PS3 banido de forma injusta?).

Portanto, fica apenas o alerta e principalmente não se desespere. Novamente, se seu PS3 logar normalmente com a sua conta, está tudo certo. E sua conta da PSN também está segura e não está relacionada ao problema aqui relatado.