A série SaGa não é das franquias mais conhecidas da Square Enix, mas tem passado por um considerável revival ao longo dos últimos anos.

Entre os vários jogos lançados nos últimos anos, tivemos as remasterizações de Romancing SaGa 2 e 3, além da localização para o Ocidente de SaGa Scarlet Grace: Ambitions em 2019, todos lançados pela primeira vez em inglês. Desde então, foi lançado também a Collection of SaGa com os jogos de Game Boy, e o mais recente SaGa Frontier Remastered, marcando dois anos movimentados para a série.

Agora, em uma entrevista para o RPG Site, os produtores da série Masanori Ichikawa e Hiroyuki Miura e o criador/Diretor Geral dela Akitoshi Kawazu falaram um pouco sobre o estado atual da franquia.

Falando inicialmente sobre a Collection of Saga, “em relação às vendas, foi um pouco acima do que nós havíamos previsto, então está em um bom caminho”, disse Miura. “Esse foi um port completo dos títulos originais de Game Boy e, nesse sentido, nós sentimos que isso alinha com o que os jogadores estavam esperando e que alcançou as expectativas dos jogadores.” Miura, continuou, mudando o foco para SaGa Frontier Remastered, “quando nós olhamos para as vendas até aqui, elas também estão acima do que nós esperávamos.”

Números concretos não foram dados até o momento, nem de totais de vendas nem de quais eram essas expectativas, mas é suficiente dizer que isso aponta que ela tem se saído bem, o que é um bom sinal para o seu futuro.

Há alguns meses atrás, o Akitoshi Kawazu disse que desejava trabalhar no relançamento de outros jogos da série que não estavam disponíveis nos consoles atuais, listando Romancing SaGa, SaGa Frontier 2 e Unlimited SaGa entre eles. Agora, quando questionado novamente sobre isso, ele deu um pouco mais de detalhes sobre o que é levado em consideração antes de remasterizar alguns desses jogos.

“Essa é uma pergunta muito difícil… E eu não posso entrar em muitos detalhes”, Kawazu disse. “Existem títulos que provavelmente precisaremos analisar a possibilidade de revitalizar o seu conteúdo antes de poderem ser relançados, como Unlimited SaGa“.

Unlimited SaGa é especialmente notório dentro da franquia por contar com mecânicas complexas e mal explicadas, o que o tornam um jogo difícil de aprender. “Para esses títulos, nós definitivamente vamos precisar de tempo para considerar isso, e é claro, o desenvolvimento de uma remasterização como essa vai levar mais tempo do que o normal”, Kawazu menciona.

Continuando, ele disse que “Por outro lado, também existem jogos SaGa que nós podemos relançar mais facilmente e de forma mais rápida, sem a necessidade de fazer muitos ajustes neles. É realmente um cenário caso-a-caso, onde nós precisamos olhar para cada título um por um.”

É importante ressaltar que, na mesma entrevista já mencionada dada ao RPG Site em abril, Kawazu havia revelado que há um novo jogo da série em desenvolvimento. Ainda assim, é provável que ainda vá demorar algum tempo para que o próximo projeto da franquia seja revelado.

No entanto, ele finalizou a entrevista com uma leve promessa. “Tenha certeza que nós estamos planejando remasterizar esses títulos e fazendo essas considerações. Por favor fiquem antenados para quando pudermos fazer esses anúncios.”