Desde que foi lançado em dezembro passado, Cyberpunk 2077 recebeu muito suporte da CD Projekt RED para que o jogo recebesse mods. Mas as ferramentas mais úteis vieram da comunidade. E quatro deles foram contratados pela empresa.

Os modders que entrarão oficialmente são Traderain, Nightmarea, Blumster e rfuzzo. Eles são mais conhecidos como o pessoal por trás do WolvenKit, uma ferramenta de código aberto que permite aos modders modificar os maiores sucessos da CD Projekt RED, Cyberpunk 2077 e The Witcher 3: Wild Hunt. Em termos de recursos de modding de Cyberpunk, o WolvenKit é o padrão ouro, permitindo que você edite qualquer arquivo no jogo e, principalmente, navegue por esses arquivos “sem descompactá-los”.

“Estaremos trabalhando em vários projetos relacionados ao back-end de Cyberpunk 2077 e ao suporte de modding do jogo”, escreveu Traderain em um anúncio na comunidade de modding do Cyberpunk 2077. “Estamos muito animados com isso e realmente esperamos poder ajudar a levar Cyberpunk 2077 para o próximo nível!”.

Traderain e Nightmarea, cujos respectivos nomes verdadeiros são Hambalkó Bence e Köte Ákos, co-fundaram e atualmente operam a Yigsoft, um estúdio de desenvolvimento personalizado com sede em Budapeste. De acordo com Bence, a equipe de modders se juntará à CDPR sob a Yigsoft. Bence disse ao Kotaku que a empresa permanecerá operacionalmente separada e manterá sua sede em Budapeste.

“É nosso sonho de muito tempo trabalhar para o CDPR, então é um sonho que se torna realidade”, disse Bence. “Estamos trabalhando com a Yigsoft no desenvolvimento de ferramentas de modding Cyberpunk 2077. A comunidade de modding sempre foi muito importante para nós e estamos felizes em trabalhar com eles lado a lado para expandir ainda mais as ferramentas que estão disponíveis para modders”, comentou um representante da CD Projekt ao Kotaku.