Em 2020, a Sony registrou uma patente para permitir que espectadores e participantes da transmissão ao vivo removessem jogadores de um jogo. Ontem, o Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos aprovou a patente (via Kotaku). Além de remover jogadores não qualificados, o sistema permitiria aos espectadores pagar pelo privilégio de remover jogadores.

Uma patente aprovada não significa que a Sony está necessariamente desenvolvendo um sistema desse tipo. Isso apenas dá exclusividade à empresa se ela decidir implementá-la no futuro.

No documento da patente, a Sony descreveu um sistema no qual os espectadores de uma transmissão ao vivo podem votar para remover um jogador de um jogo em andamento. O jogador não teria poder de veto sobre esta decisão e pode ser transferido para uma partida diferente. O sistema exibiria o nível de habilidade dos jogadores atuais e suas estatísticas para o jogo, como tempo jogado, classificações e conquistas.

Para evitar o abuso deste sistema pelo público, um limite de votação de 60% precisa ser atingido para tirar um jogador. Os espectadores com um nível de habilidade mais alto terão um voto de maior peso na eleição. Apesar da Sony alegar que este sistema seria benéfico para remover jogadores desrespeitosos, a patente também inclui a capacidade dos espectadores pagarem um preço fixo ou darem um lance para remover jogadores de um jogo. O texto também menciona um sistema no qual os espectadores podem alertar os jogadores ativos para aprimorarem seu gameplay.