A história da humanidade é a história da tecnologia. Desde que o primeiro homem ou mulher, ou os dois, conseguiram descobrir como fazer fogo a partir da faísca que saía do atrito de duas pedras, tudo mudou. Isso aconteceu há cerca de 7 mil anos e foi um verdadeiro salto evolutivo sem precedentes até então.

Hoje, jogamos um caça niquel online e conversamos com nossos colegas a milhares de quilômetros de distância. Entretanto, os nossos ancestrais Homo erectus precisam sobreviver em meio a um mundo repleto de perigos. Animais selvagens, eventos climáticos e muitas surpresas que colocavam em risco a sobrevivência da nossa espécie.

A partir da criação do fogo, foi possível fazer caçadas noturnas, espantar animais perigosos, além de esquentar a comida e aquecer os corpos nos dias mais frios. O fogo foi a primeira grande tecnologia da humanidade. Foi a partir da sua descoberta que o novo mundo foi possível para os novos antepassados. E não parou por aí.

As revoluções foram todas tecnológicas

Com o passar dos anos, os homens e mulheres aprenderam novas técnicas para sobreviver e se reproduzir. A roda foi uma grande invenção humana que permitiu o deslocamento de todo o tipo de material, inclusive de homens e mulheres, por longas distâncias em um período mais rápido. Assim, transportar alimentos ficou mais fácil e mais rápido.

Além disso, as moradias também evoluíram e a agricultura, descoberta antes do fogo, se desenvolveu com as novas técnicas de plantio e colheita e passaram a acontecer. Porém, o segundo grande salto aconteceu alguns milhares de anos após a invenção do fogo e apenas algumas centenas de anos de distância da nossa época.

A Primeira Revolução Industrial foi um período histórico que ficou marcado para sempre. Foi nessa época, que durou do século XVII ao século XVIII, que as primeiras máquinas surgiram. Elas eram grandes máquinas movidas a vapor e potencializaram o poder de produção que existia até então. Com as novas máquinas, se tornou possível produzir mais rápido e em menos tempo.

As máquinas e a velocidade

Antes do surgimento das primeiras máquinas a vapor na Primeira Revolução Industrial, a civilização precisava de um certo tempo para produzir qualquer tipo de utensílio. Pegando como exemplo uma roupa. No século XV, um agricultor precisava plantar o algodão, esperar a safra para colhê-lo, enviar para um artesão que faria o processo de fiação manualmente, para depois produzir o tecido e costurar a roupa.

Esse é apenas um exemplo de produção pré-revolução industrial que serve para mostrar a demora com que as coisas eram produzidas. Com o surgimento das máquinas a vapor, no entanto, o processo de fiação de costura se tornou muito mais rápido e passou a ser feito em larga escala. Assim, as roupas se tornaram objetos acessíveis, melhorando a qualidade e expectativa de vida.

E não parou por aí. Depois da primeira, vieram outras revoluções industriais. Em cada uma delas, uma nova tecnologia impulsionou o desenvolvimento científico humano.  Atualmente, estamos na quarta fase das revoluções tecnológicas, a Revolução Digital impulsionada pelos supercomputadores, robótica e inteligência artificial.

O impacto das novas tecnologias

Atualmente, é comum se falar em carros voadores, computadores que leem mentes, robôs que se parecem humanos. Todos esses fatos são produtos das novas tecnologias que surgiram nos últimos anos. Em um ritmo cada vez mais acelerado, as novas tecnologias impactam as nossas vidas e mudam a forma como vivemos, nos relacionamentos e produzimos.

Inteligência Artificial

Uma realidade é a VIA, usada para encontrar o que buscamos em mecanismos de busca, como o Google ou quando um anúncio de um produto é comentado com algum amigo durante um almoço de domingo. Hoje em dia, tudo o que aconteceu nas nossas vidas é registrado pela inteligência artificial dos computadores e celulares.

Robótica

Outra invenção dos últimos anos em franca evolução é a robótica. Com robôs inteligentes, as empresas estão criando processos, substituindo o trabalho humano por trabalho robótico, aumentando a velocidade da produção, diminuindo os erros e aumentando os lucros. A robótica também tem entrado na vida doméstica, com os assistentes virtuais, aparelhos que fazem limpeza e em breve robôs que farão o trabalho de humanos. É uma realidade que faz parte das nossas vidas e vai fazer cada vez mais.

Impressão 3D

Aquele tempo em que precisávamos passar horas pesquisando em uma loja o produto ou acessório que precisamos, até mesmo aquela peça para consertar algum aparelho, ficou para trás. Hoje em dia é possível produzir qualquer coisa com impressoras 3D. Com alguns cliques, temos a disposição o tipo de aparelho que quisermos. Em um futuro próximo, impressoras 3D serão responsáveis por imprimir carros, aviões e até casas.

Nanotecnologia

Você já deve ter percebido que entre ano sai ano, os celulares estão cada vez menores e mais robustos, com melhores câmeras e maiores capacidades. Computadores e televisores estão cada vez mais finos e carros inteligentes cada vez mais compactos. Devemos tudo isso à nanotecnologia, que tem produzido dispositivos cada vez menores.