O texto abaixo foi publicado no PlayStation.Blog brasileiro.


Sua aventura com Quill continua em Moss: Book II, a sequência esperada de Moss, onde logo seremos presenteados com tudo que mais amamos da versão original. Novos desafios, novas mecânicas de jogo, grandes ambientes, encontros épicos com os inimigos e mais oportunidades de criar laços com nossa ratinha favorita. Cada um tem a sua parte preferida do jogo, mas a magia de Moss está enraizada nos momentos incríveis e sensação verdadeira de imersão que moldam toda a nossa experiência e conexão com o mundo.

Enquanto nos preparamos para o lançamento de Moss: Book II logo mais, gostaríamos de mostrar todo o trabalho cuidadoso que tivemos para criar essa presença física e fomentar essas conexões especiais do mundo de Moss.

Ouvimos desde o início que os fãs ficaram impressionados com o ambiente dentro de Moss. Vimos vários comentários não somente que o jogo foi criado de forma maravilhosa em seus mínimos detalhes, como também recebemos vários elogios sobre como conseguimos captar a magia do tipo “Querida, encolhi as crianças“, trazendo uma sensação de escala não familiar que aumentou muito a curiosidade de todos. Plantas, animais e objetos parecem extravagantes quando vistos de um ponto de vista bem menor.

Em Moss: Book II, queremos que vocês sintam essa sensação incrível de escala mais uma vez com lugares ainda maiores para você explorar. Os locais mais amplos, lembrando que você terá o tamanho real de Quill, nos permitiram criar quebra-cabeças multidimensionais e desafios de plataforma nesse contexto de espaço único muito maior. Para navegar por esses locais “maiores que na vida real”, implementamos cortes de câmera contínuos usando transições familiares sem tempo de carregamento. Agora, é possível alcançar novos pontos de vista dentro dos locais, inspecionar detalhes que antes eram imperceptíveis, descobrir segredos e resolver quebra-cabeças sem se preocupar com movimentos bruscos ou desconforto.

Moss é rico em ambientes para explorar e cheio de quebra-cabeças para resolver. Sabíamos que vocês estavam loucos para voltar a jogar e dobramos a quantidade de desafios em Moss: Book II. Para falar a verdade, uma das coisas que ouvimos dos jogadores é que eles queriam ter a oportunidade de visitar algumas áreas do jogo novamente para explorar ainda mais e procurar colecionáveis não encontrados—e aí está!

Você descobrirá rapidamente que todas as áreas de Moss: Book II estão conectadas, o que não apenas melhora o entendimento espacial do mundo, como permite injetar uma tensão com cenários surpreendentes ao visitar novamente um local já conhecido, provocando altos e baixos emocionais. Agora, ao reentrar em um local, você poderá ter uma visão de um novo ângulo através de um corte de câmera, com diferenças visuais que vão resultar na progressão da história, ou ser capaz de resolver mistérios passados com ferramentas que acabou de descobrir. Qualquer que seja a sua motivação para explorar novamente algum local do jogo, você verá como o mundo evolui com essa história.

A personalidade, movimentos expressivos e interações de Quill com o jogador fazem dela a verdadeira estrela do jogo e, por isso, certificamos que houvesse mais momentos para aprofundar esses laços com nossa pequena companheira. Isso significa mais vídeos, interações, reações e narrativas baseadas na personagem para colorir o mundo e fortalecer ainda mais a nossa relação com ela.

Com tudo isso integrado dentro do jogo, nosso objetivo era que as transições de cenas não arruinassem sua sensação de imersão. Nada atrapalha mais o momento que animações e transições agitadas que lembram que você está dentro de um jogo. Por isso, nossa equipe usou o script de comando para construir e integrar as animações dentro das cenas. Vinculando a lógica de jogabilidade existente com as animações, o sistema criou transições perfeitas entre os vídeos, vinhetas e sequências controladas pelo computador, dando a Quill uma autonomia mais realista. Espere aí, ela é real? É você quem decide. 🙂

Bem, o que sabemos é que você é real! E queríamos que você se sentisse verdadeiramente dentro de Moss. Para isso, brincamos com nossa mente para acreditar que estamos realmente dentro de Moss com um ambiente incrível e Quill respondendo à nossa presença. Os controles vibram ao encontrar inimigos, os blocos brilham quando chegamos próximos e a Quill olha para nós e reage aos nossos gestos e toques. Mas para ter esse verdadeiro senso de imersão, concentramos nas sutilezas que poderiam nos tirar dessa experiência, projetando um sistema chamado Boopadles que concede aos nossos corpos virtuais uma presença física que impacta no mundo virtual ao nosso redor. Similar à vida real, a grama e o mato se movimenta ao passar as mãos, as chamas das velas piscam quando passamos por elas e a água se mexe quando tocamos nela.

Em Moss: Book II, queríamos que os inimigos tivessem a mesma presença física de Quill e o jogador. Agora, as plantas e matos se movimentam e podem ser cortadas por ataques inimigos. Projéteis lançados nos inimigos sacodem a vegetação próxima e geram um efeito Doppler quando passam por nosso herói em combate. Não podemos compartilhar tudo agora, mas há vários objetos novos e respostas nesta sequência que acreditamos que irá surpreender e encantar você ao descobrir, melhorando ainda mais a realidade do mundo.

Com essa prévia de Moss: Book II, esperamos que você aprecie todo o trabalho que tivemos para que você tenha a conexão e a sensação de presença física que acreditamos tornar o mundo de Moss tão especial. A cada dia que passa, estamos mais próximos de nos encontrar com Quill e experimentar todos esses novos recursos. Mal podemos esperar para ouvir o que vocês têm a dizer.