O texto abaixo foi publicado no PlayStation.Blog brasileiro.


Olá! Eu sou o Phil, o diretor de jogos de Tchia. Após o anúncio empolgante de que o jogo chegará ao PS4 e PS5 no lançamento, gostaria de levar você a uma pequena viagem à Nova Caledônia, a terra natal da Awaceb, e contar como suas culturas influenciam cada aspecto da experiência que nós recriamos.

A Awaceb é um jovem estúdio fundado por meu parceiro Thierry e eu, amigos de infância da Nova Caledônia, um pequeno arquipélago no meio do Oceano Pacífico. Por termos crescido lá, as culturas incrivelmente ricas e variadas da Nova Caledônia estão profundamente enraizadas no que fazemos. Por exemplo, o próprio nome “Awaceb” é uma gíria local para “Está tudo bem” ou “Não se preocupe”.

Por conta disso, parecia certo aproveitar essa herança e insuflar essas sensibilidades em nosso próximo jogo, Tchia.

Honrando a cultura e tornando-a acessível. 

A abordagem que estamos adotando em Tchia é, antes de mais nada, construir algo que seja compreensível, divertido e envolvente para qualquer pessoa. Fazer algo muito instrutivo ou direcionado regionalmente iria anular o nosso propósito, e é por isso que o mundo, a história e os personagens que criamos são inteiramente fictícios. Isso também nos permite incluir alguns elementos fantásticos na mistura e construir um mundo único onde a inspiração cultural não é uma restrição, mas sim uma espinha dorsal incrivelmente rica e sólida para o jogo.

Nós nos inspiramos nas ricas e variadas paisagens locais, flora e fauna, culturas, músicas, línguas, folclores e tradições e colocamos nossas próprias sensibilidades em tudo. Trazer pessoas de todo o mundo para a equipe também ajudou muito a garantir que o que estamos fazendo seja agradável para quem não conhece o país.

Uma comparação apropriada para nossa abordagem seria a forma como o Studio Ghibli trata a cultura japonesa em alguns de seus filmes. Eles criam lugares fantásticos, que definitivamente “parecem” bem japoneses em muitos aspectos, e isso possibilita mundos superfascinantes.

Trabalhando com talentos locais

Também foi importante para nós trabalharmos com os habitantes locais, tanto quanto possível, para garantir que a alma da experiência esteja profundamente enraizada nessas culturas.

Todos os personagens são dublados em línguas tradicionais por talentos locais. Também gravamos corais e músicos Kanak (habitantes indígenas melanésios da Nova Caledônia) para a trilha sonora do jogo, dando a ele uma energia única que eu acredito ser raramente vista em jogos.

Acima de tudo, é um jogo!

Fazer algo de relevância cultural é incrivelmente gratificante por si só, mas, antes de mais nada, nos concentramos em criar um jogo que seja divertido e de qualidade.

Tchia é um jogo muito analógico e físico. Foi o meu lema desde o início dar a ele uma sensação de “caixa de brinquedos”, uma reminiscência da infância.

O deslocamento é essencial para qualquer jogo que ofereça muita exploração, portanto queríamos tornar a movimentação divertida por si só. Você pode escalar qualquer superfície e deslizar pelo mapa com facilidade. Todas as árvores simulam as leis da física e são escaláveis. Tchia pode se catapultar pelo ar usando a elasticidade de um coqueiro, por exemplo. Nós também temos um sistema de truques que permite que você dê saltos e mergulhos legais! Para distâncias mais longas, você pode usar seu barco e navegar para longe!

Uma característica importante são os poderes de Soul Jumping de Tchia. Eles permitem assumir o controle de qualquer objeto ou animal no mundo. Todos oferecem controles exclusivos e algumas habilidades especiais que você pode usar para viajar, resolver quebra-cabeças, descobrir segredos etc.

O jogo também conta com um ukulele totalmente interativo que Tchia usará em momentos importantes da história durante as seções musicais. Você também poderá tocar melodias desbloqueáveis quando quiser no mundo aberto para acionar eventos especiais, como atrair animais, provocar chuva…

Espero que você tenha se animado para conhecer Tchia quando for lançado para PS4 e PS5. Há muito mais que gostaríamos de mostrar sobre o jogo, incluindo personalização, história, atividades e desafios de mundo aberto, combate… Então, não perca!