Final Fantasy XVI

A Famitsu conversou com o produtor de Final Fantasy XVI, Naoki Yoshida, e o diretor dos DLCs, Takeo Kujiraoka, e mais informações foram reveladas.

Primeiramente, caso tenha perdido, tivemos diversas novidades do DLC ‘The Rising Tide’ de Final Fantasy XVI nesta sexta (22), inclusive sua data de lançamento para 18 de abril e a confirmação de um patch gratuito de versão 1.30 com novidades significativas.

Agora, na entrevista citada, as seguintes novidades foram compartilhadas (via Genki_JPN):

  • Uma cutscene será adicionada ao jogo que explicará como Clive alterou sua marca no rosto. Não queremos estragar a experiência de ninguém com spoilers, mas quem jogou sabe o que a marca significa e também sabe que ela é alterada no meio da história. O jogador fica sabendo o que aconteceu por meio de diálogos, mas não há uma cutscene propriamente dita. Não está claro se a cutscene será adicionada via patch ou se estará como parte da história do novo DLC;
  • Haverá uma side quest que funcionará como um epílogo para aqueles que completarem os dois DLCs de Final Fantasy XVI. Esse epílogo é mais um “obrigado” para quem jogou ambos os conteúdos. Não parece que afetará o final do jogo de alguma forma. No caso, Yoshida diz que a história contada é conectada pelo o que Clive fez. Ele espera que os jogadores possam pensar nessa side quest como uma conclusão disso;
  • Por fim, será possível criar uma espada baseada na faca gigante do Tonberry no DLC.