PUBLICIDADE

A Sony obteve uma vitória de marca no Reino Unido. Em 2018, a Beijing Elex Technology, desenvolvedora de jogos para dispositivos móveis como Clash of Kings, apresentou um pedido de marca registrada com o nome “Lord of War”. Mais tarde naquele ano, a Sony fez uma contra-reivindicação, dizendo que “Lord of War” também era semelhante à série God of War e à marca registrada que já havia sido aprovada desde 2006. O Escritório de Propriedade Intelectual do Reino Unido optou por se juntar à Sony, dando 1.800 libras e negando à Beijing Elex Technology a marca registrada “Lord of War”.

A Sony teve vários argumentos sobre o porquê de combater a marca registrada, sendo a maior preocupação as pessoas confundirem com God of War. A Sony observou que os dois títulos têm “o mesmo significado literal” e estava preocupada com o fato de as pessoas acreditarem que o jogo estava conectado à Sony de alguma forma.

O comentário mais condenatório, no entanto, foi que “Lord of War” usaria o poder de atração, reputação e prestígio do oponente para explorar, sem nenhum esforço próprio, os frutos de marketing do oponente para criar e manter a imagem da marca anterior. Basicamente, a utilização de Lord of War não seria bem-sucedida por seus próprios méritos, mas pelos de God of War, posteriormente diluindo a percepção de God of War com o que equivale a uma imitação.

PUBLICIDADE