O produtor de Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin, Tetsuya Nomura, explicou o significado por trás do uso da música de Frank Sinatra, “My Way”, no jogo. Nomura também discutiu os planos para o próximo DLC.

Tenha em mente que a notícia contém spoilers de Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin.

Em entrevista à Famitsu (via Siliconera), Nomura revelou que estava ouvindo a música antes do início da produção do jogo e que era um aspecto importante. Nomura descreveu a letra de “My Way” como uma combinação perfeita com a história de Jack Garland e a cena final. Embora o produtor tenha considerado usar um cover de “My Way”, Nomura pessoalmente acreditava que não teria usado a música se não fosse a versão original de Frank Sinatra.

Apesar de ter começado no início da produção, o processo de aprovação para uso da música teria levado “muito tempo”. A certa altura, Nomura estava preocupado que a equipe não pudesse usar a música e teve que encontrar uma alternativa.

Da mesma forma, Nomura havia realmente criado a cena final do jogo antes mesmo de Stranger of Paradise ser conceituado. Nomura chegou a dizer que “não foi um exagero que Final Fantasy Origin foi criado especificamente para essa cena”. O produtor também revelou que o jogo deveria inicialmente se chamar “Stranger of Paradise“. Mais tarde, foi alterado para incluir o título Final Fantasy para que as pessoas reconhecessem melhor sua conexão.

Sobre o tema do DLC, Nomura revelou que uma das histórias incluirá missões envolvendo o Warrior of Light que aparece na cena final. O DLC também adicionará novas armas ao jogo. Especificamente, para o DLC DIFFERENT FUTURES, Nomura aponta que o título inclui as letras DFF e NT, uma possível referência a Dissidia Final Fantasy NT, o que fez a Famitsu especular que talvez aconteçam batalhas 3 x 3. No entanto, Nomura também afirma que ninguém será capaz de prever o chefe final da missão.