Xicatrice

A Nippon Ichi Software anunciou oficialmente Xicatrice para PlayStation 5, PlayStation 4 e Switch. O título será lançado em 29 de junho no Japão.

Um novo RPG de academia com uma enorme variedade de habilidades (aproximadamente 300) e desenvolvimento de personagem altamente flexível. Xicatrice é um “RPG de superpoderes x academia” no qual você joga como um professor que lidera uma unidade especial de alunos em missões perigosas em resposta a emergências.

O jogo combina a profundidade que vem com uma enorme variedade de habilidades, com desenvolvimento de personagem altamente flexível, permitindo que cada jogador jogue com sua própria estratégia.

Em um mundo onde existem poderes especiais conhecidos como “superpoderes”, o protagonista é apontado como um professor encarregado de alunos capazes de exercer esses poderes. Com os sete alunos, despertados para seus superpoderes e emocionalmente marcados, supere as dificuldades que o aguardam. “Xicatrice” é baseado na palavra francesa para “cicatriz”. No jogo, os sete alunos enfrentarão as cicatrizes emocionais de seu passado.

Como professor, o jogador agendará aulas semanais para desenvolver os sete alunos. As “estatísticas básicas” dos alunos, como resistência e julgamento, aumentarão com base no currículo que você escolher. Em vez de adquirir habilidades subindo de nível durante a batalha, as habilidades são adquiridas à medida que as estatísticas básicas aumentam. As estatísticas básicas influenciam não apenas o combate, mas também os eventos da vida escolar, como os exames regulares.

Depois que uma habilidade for aprendida na aula, equipe-a em seu personagem antes da batalha. Como há um limite para a quantidade de habilidades que você pode equipar, a chave é equipar as habilidades adequadas de acordo com o inimigo. São aproximadamente 300 habilidades, entre ativas e passivas. Habilidades aparentemente complicadas podem mostrar seu verdadeiro valor quando combinadas com outra habilidade.

Os sete alunos resolverão casos envolvendo superpoderes como os RAUT, lutando contra “monstros” criados pelas emoções negativas das pessoas, bem como criminosos usuários de superpoderes. As batalhas são baseadas em comandos, nas quais os alunos escolhem uma ação por turno dentre uma lista de ações propostas. Embora você, como jogador, não possa participar diretamente da batalha desde que perdeu seus superpoderes, utilizará sua experiência como ex-membro do AUT para levar seus alunos à vitória com instruções precisas.

Se um usuário de superpoderes for incapaz de superar suas próprias cicatrizes emocionais, ele será engolido por seu superpoder. Se você não entender os problemas deles e for incapaz de liderar missões perigosas, os resultados podem ser trágicos… No entanto, mesmo se você obtiver um final ruim ou atender a certas condições, poderá ganhar bônus que o ajudarão a progredir no jogo de maneira mais favorável em uma segunda jogada. Dessa forma, seus fracassos se tornarão uma fonte de encorajamento e permitirão um desenvolvimento de caráter ainda mais flexível.