Activision Blizzard Microsoft Xbox

A Microsoft fez uma conferência em Bruxelas hoje (via Eurogamer) para falar da aquisição da Activision Blizzard. A conferência tinha como objetivo mostrar à Comissão Europeia que o acordo de 69 bilhões de dólares deveria prosseguir.

Na conferência, a Microsoft anunciou que assinou uma parceria de dez anos com a Nintendo para trazer Call of Duty (e, aparentemente, outros títulos do Xbox) para o Switch e quaisquer sistemas subsequentes. Também assinou um acordo com a NVIDIA, que anteriormente se opôs à compra, para trazer todos os lançamentos de PC da Microsoft para o GeForce Now.

Da grandes empresas, a Sony não assinou um acordo com a Microsoft, assim como o Google também não até o momento. Na conferência, o presidente da Microsoft, Brad Smith, segurou um papel (como se fosse o contrato com a Sony) com uma caneta e disse que está pronto para que a empresa rival assine. Ou seja, o conteúdo desse contrato garantiria que Call of Duty continue a ser lançado no PlayStation pelos próximos dez anos, como foi relatado anteriormente.

cassino online Netbet