Voar, voar… Subir, subir. Há pouco mais de cem anos, o antigo sonho da humanidade de voar como os pássaros virou realidade com a invenção dos aviões. Mas para aqueles que não tem tempo ou paciência de frequentar uma autoescola aérea, a solução é apelar para os videogames — sempre eles!

A indústria do entretenimento é pródiga em títulos com aviões, incluindo aqui os completíssimos simuladores de voo. Se você, porém, quer algo mais fácil e rápido, a solução são os jogos simples, mas divertidíssimos, que tem aviões como tema. Começando por um que tem um nome muito irado…

Aviator é uma palavra que já foi usada para título de filme de Leonardo di Caprio e marca de relógio de pulso chique. Mas o Aviator jogo é, sem dúvida, a opção mais divertida de todas. Disponível nas plataformas de entretenimento online, está se tornando uma verdadeira moda entre os apreciadores do gênero. E não por acaso, já que combina regras simples com emoção a cada rodada — ou melhor, a cada voo.

A tela é um gráfico simples: uma silhueta de avião biplano, sobreposta a um fundo de raios concêntricos. Abaixo dela, um botão verde, que pode ser clicado a qualquer momento. O jogo funciona automaticamente. A cada rodada, o avião decola e fica algum tempo no ar, subindo e descendo. Em algum momento, ele dispara e sai da tela.

O Aviator é um jogo de timing. Você aposta um valor e, enquanto o avião estiver voando, esse valor vai sendo multiplicado (um display mostra o multiplicador aumentando freneticamente). Você tem que tomar a decisão de quando sair do voo, clicando no grande botão verde. O momento do clique define o seu multiplicador e o valor ganho. Porém… se você demorar muito, e o avião disparar, a sua aposta se vai, literalmente, pelos ares.

Mais simples, impossível. Ainda assim, desafiante. Nada indica se o voo será curto ou longo, então é preciso um feeling aguçado ou uma boa estratégia para saber quando saltar fora. Mas é angustiante parar, e então ver o multiplicador ir para as nuvens. Há voos que podem aumentar até cem vezes o valor investido.  Por tudo isso, o Aviator é o jogo da moda nas plataformas de entretenimento.

Rei do rio

O velho Atari recentemente comemorou seus 50 anos com versões repaginadas de seus jogos para as plataformas mais modernas. Mas no final dos anos 80, havia um jogo de avião ganhou as mentes e corações dos jogadores. Era o River Raid, um jogo em que você devia controlar um aeroplano em voo rasante sobre um rio, destruindo obstáculos no caminho, sem bater nas margens e sem deixar o querosene de aviação acabar.

Como todos os títulos em 8 bits do console, havia muita coisa deixada para a imaginação. Mas era um jogo bem trabalhado, e que inspirou outros do mesmo gênero nos consoles das gerações seguintes, como o Aero Fighters Assault no Nintendo 64 e o icônico After Burner, da SEGA.

Celeiros e pássaros

O Atari também foi responsável por oferecer o Barnstorming, outro jogo simplíssimo e divertidíssimo que, se não está na repaginação atual, ao menos pode ser emulado. No Barnstorming você controlava um avião biplano que tinha que passar por dentro dos celeiros, e por cima dos moinhos de vento, num sobre e desce vertiginoso. Para atrapalhar um pouco, de tempos em tempos, apareciam bandos de pássaros que faziam seu avião perder velocidade, e estourar o tempo.

A mesma mecânica do Barnstorming foi aproveitada em um jogo recente, apresentado em formato arcade: o Flappy Bird. Nele, um minúsculo passarinho tem que passar pelo vão de vários canos, subindo e descendo. Você controla o bater das asas do piu-piu apertando um botão, com mais intensidade quando quiser subir, com menos quando quiser descer. Parece fácil, mas não é. Como qualquer um que já tentou voar pode atestar.

cassino online Netbet