Tom Henderson, conhecido por ter informações privilegiadas de algumas franquias como Battlefield e Call of Duty, revelou em um recente vídeo como foi o desenvolvimento de Battlefield 2042 e todas as etapas importantes que aconteceram para que o jogo tivesse um lançamento abaixo do esperado.

De acordo com Henderson, boa parte da equipe da DICE que desenvolveu os jogos anteriores saiu com o lançamento de BFV e principalmente com a EA forçando o time a criar “o que está na moda” para competir com os outros shooters (Warzone, Fortnite, etc).

Após BFV, a DICE começou a desenvolver um battle royale que só se transformou em um Battlefield em abril de 2020. O sistema tradicional de classes foi removido antes disso e a ideia do battle royale se tornou o Hazard Zone. Após a mudança, o jogo só entrou em produção total em agosto de 2020, tendo então 1 ano e 3 meses de desenvolvimento, com muito sendo feito pelos funcionários em casa e com diversas dificuldades devido ao número de plataformas, 5 no caso.

Em março de 2021 a DICE admitiu que não entregaria o jogo a tempo, com os problemas sendo principalmente uma equipe inexperiente e problemas com a Frostbite para o novo escopo do jogo (128 jogadores, especialistas e mapas imensos). A EA havia dito que o jogo estava a frente do planejado, mas a afirmação foi feita sem qualquer fundamento. O trailer vazado do jogo foi feito com assets de BF3 e BF4, não sendo uma representação do que já estava em desenvolvimento.

Nos últimos meses antes do lançamento ficou nítido o estado problemático do título e os diversos problemas que enfrentavam, como interface, mapas, conceitos e mais. Falta de liderança e gestão foi o grande motivo das adversidades enfrentadas que culminaram num ambiente de trabalho estressante.

O lançamento da beta multiplayer na verdade foi uma versão alpha e o lançamento sendo a versão beta. O jogo deveria ter sido adiado em pelo menos 1 ano, já que boa parte do que foi observado de errado também veio da falta de tempo no projeto. Há também o fato da equipe hoje da DICE ser totalmente diferente da de 3 anos atrás, praticamente outro estúdio, o que reforça que o DNA do estúdio se perdeu e que talvez devessem mudar de nome.

Quanto ao futuro, o próximo Battlefield deve ser uma espécie de “shooter de heróis”, com mais foco nos personagens do que nas batalhas em si. Especialistas/heróis será um sistema além do que já é em BF2042 e mais longe ainda da franquia clássica. Um battle royale será lançado em algum momento, mas não em breve, e o universo conectado que já foi falado será envolto dos especialistas/heróis.