Firesprite Games

A Firesprite da Sony foi acusado de promover um ambiente de trabalho tóxico e de ignorar reclamações de má conduta e assédio no local de trabalho. Uma investigação aprofundada das alegações pelo Eurogamer (via PS LifeStyle) descobriu que o Firesprite – que a Sony adquiriu em 2021 – estava sendo liderado por dois membros seniores da equipe XDev da Sony, ambos investigados por alegações de discriminação sexual e preconceito de idade feitas contra eles.

A investigação do Eurogamer começou antes da Sony anunciar demissões em massa na PlayStation, que também afetou a Firesprite. Não apenas o número de funcionários do estúdio foi reduzido, mas o projeto (não anunciado oficialmente) de Twisted Metal também foi cancelado.

De acordo com fontes que falaram sob condição de anonimato, a Sony rejeitou as alegações contra a liderança do XDev, classificando-as como um “mal-entendido”. No entanto, alguns começaram a explorar opções legais, sendo que receberam um acordo financeiro da Sony.

“A Sony cometeu o pior erro possível ao comprar um estúdio e intrometer-se ao ponto de poder acabar numa espiral mortal e incapaz de concluir qualquer um dos projetos em que está trabalhando”, disse uma das fontes do Eurogamer. No entanto, algumas fontes rebateram dizendo que a Firesprite precisava das mudanças internas que vieram com sua aquisição pela PlayStation.

Winz.io