Legacy of the First Blade Assassin's Creed Odyssey

A Ubisoft disponibilizou na última terça-feira, dia 15/01/2019, o segundo capítulo de Legacy of the First Blade, a expansão de Assassin’s Creed Odyssey, chamado Shadow Heritage e vários jogadores têm reclamado de um relacionamento compulsório e, consequentemente, do final da DLC.

Essas expansões tem explorado o legado de Darius, um dos assassinos lendários na mitologia da série e o primeiro Assassino a usar a hidden blade, e a série de acontecimentos que fizeram dele um dos principais ícones da história da Irmandade.

Ao longo dela, Kassandra/Alexios passam a ajudar Darius e o seu filho/filha (Nataka/Neema, sendo o gênero da personagem o oposto ao do protagonista controlado pelo jogador) a escaparem da Ordem dos Anciões, os principais vilões de Assassin’s Creed Odyssey.

A depender de como os jogadores moldaram a personalidade do protagonista ao longo do jogo, história no final desse segundo capítulo (serão três no total) muda um ponto importante da personalidade dos gêmeos. Um dos pontos focais da divulgação de Assassin’s Creed Odyssey, e algo que foi melhor explicado na nossa análise do jogo, é a série ter concluído a transição iniciada no jogo anterior para um RPG de ação, incluindo a adoção de uma árvore de diálogos e fazendo com que elas influenciem a história e o seu relacionamento com os NPCs do mundo.

Isso abriu a possibilidade para que Alexios/Kassandra tivessem um relacionamento íntimo com outros personagens, romântica ou casualmente, independente do gênero deles. Isso abriu a possibilidade para que os jogadores que assim o desejassem se relacionassem apenas com personagens do mesmo gênero que o protagonista, abrindo a possibilidade de maior representação para todos os jogadores.

Shadow Heritage muda isso de forma drástica em seu final (e avisamos que haverão spoilers daqui para frente): não importa as decisões que o jogador tomar, e é possível rejeitar os avanços do personagem, o protagonista se casa e tem um filho com Nataka/Neema chamado Elpidios.

Enquanto isso, de certa forma, condiz com a história do jogo e todo o foco colocado na herança dos irmãos, o fato de isso ter ido contra a personalidade e a visão do protagonista que muitos jogadores construíram ao longo de um RPG consideravelmente grande, naturalmente, causou uma série de reclamações de jogadores, tanto para os que se viram forçados a ver seu ou sua Misthios, um personagem marcado pelo seu espírito livre e aventureiro, construindo uma casa e abandonando a sua vida no meio da história do jogo (o DLC pode ser acessado em qualquer momento depois do capítulo 07, tornando ainda mais estranha a falta de urgência do protagonista) quanto para aqueles que tiveram apenas relacionamentos do mesmo sexo e se viram forçados a casar e ter um filho com uma pessoa do sexo oposto, independente das suas decisões, indo contra as suas escolhas.

Isso é especialmente notório por, durante a divulgação do jogo, Jonathan Dumont, Diretor Criativo do jogo, ter expressado diversas vezes o quanto o jogo era focado na liberdade de escolhas dos jogadores, tendo citado em entrevista à Entertainment Weekly que eles “nunca forçariam os jogadores em situações românticas com as quais eles não estariam confortáveis” e que os jogadores “escolhem se eles querem se envolver com alguém romanticamente. Isso permite aos jogadores construírem os relacionamentos que eles quiserem, respeitando o estilo de jogo e os desejos de todos”, declarações que batem de frente com as decisões tomadas em Shadow Heritage.

Quando questionada pelo Kotaku, a Ubisoft deu uma declaração dizendo que “nós buscamos dar escolhas aos jogadores sempre que possível em Odyssey e pedimos desculpas à todos que foram surpreendidos pelos eventos neste episódio”, dizendo ainda que “sem maiores spoilers, você se envolverá em um relacionamento que é parte fixa da história. A motivação por trás deste relacionamento cabe ao jogador explorar no jogo e irá refletir no arco da história do seu personagem. Ainda há um episódio restante de Legacy of the First Blade, o qual irá dar maior clareza à todas as ações do seu personagem”.

Resta, portanto, aguardar o lançamento do terceiro episódio, Bloodline chegará em março, para vermos como a história irá terminar e qual efeito, se é que haverá algum, a recepção a Shadow Heritage irá influenciar na conclusão da expansão.

cassino online Netbet