Black Desert

O crescimento de Black Desert Online ao longo dos últimos 08 anos tem sido bastante impressionante. Desde o seu lançamento em 2014 apenas nos PCs, a franquia foi aos poucos se consolidando como um dos principais fenômenos entre os fãs de MMORPGs, tendo finalmente chegado aos consoles em 2019.

Graças a esse sucesso, a Pearl Abyss, desenvolvedora do título, pôde aos poucos expandir o escopo dele, portando a experiência para novas plataformas e assumindo cada vez mais responsabilidades, como a retomada dos direitos de distribuição do jogo ao redor do mundo.

Black Desert

Uma das últimas etapas nesse crescimento era o gerenciamento dos servidores do jogo, incluindo na América Latina. Agora, a Pearl Abyss America, braço ocidental da desenvolvedora coreana, está assumindo essa gestão que até então era feita pela RedFox Games.

E, em celebração a este grande passo, nós pudemos conversar um pouco com Jeonghee “JJ” Jin, CEO da Pearl Abyss America sobre o que isso significa para o público do jogo no Brasil, como isso afetará os jogadores de console e o que mais podemos esperar no futuro.

Jeonghee Jin - Black Desert Online

Black Desert recentemente anunciou que os servidores da América Latina não seriam mais gerenciados pela RedFox Games e agora serão geridos pela Pearl Abyss America. Qual foi o processo por trás dessa decisão e o que isso significa para os jogadores? Como isso afetará os consoles?

Jeonghee “JJ” Jin: Quando demos início aos servidores de Black Desert Online na América do Sul, recebemos muita ajuda, pois a Pearl Abyss não tinha experiência com o Mercado de LATAM.

Graças a RedFox, fomos capazes de encontrar diversos Aventureiros pessoalmente durante a Brasil Game Show de 2017. Mas nós chegamos à conclusão de que cuidar diretamente de Black Desert seria melhor para manter uma linha de comunicação direta com os jogadores da região e desenvolver uma comunidade. Queremos agradecer à RedFox por todo o seu árduo trabalho até o momento e dizer que estamos animados em conhecer esses Aventureiros conforme assumimos o serviço.

Por outro lado, sentimos culpados por fazer com que os jogadores passem por esse processo de transferência. Entretanto, com muita comunicação, eficiência no serviço e uma gestão transparente como metas, queremos nos provar para essa comunidade.

Vale dizer que apenas os jogadores de Black Desert Online para PC serão afetados na América do Sul. Os jogadores de console não precisarão realizar a transferência.

Um dos principais tópicos do anúncio foi que a mudança foi feita para conseguir oferecer melhor suporte para os jogadores. Quais medidas em específico estão sendo tomadas para auxiliar os jogadores Sul-americanos durante a migração? O que nós podemos esperar a longo prazo com uma maior presença da Pearl Abyss na região?

JJ: Nós ganhamos muita experiência em relação ao processo de transferência por já termos realizado em outras regiões. Entre nós, dizemos que desde que decidimos transferir o serviço para jogadores da América do Sul, nós devemos fazer o nosso melhor para que a experiência dentro do jogo não seja prejudicada.

No momento, todas as áreas que vem passando por melhorias mencionadas no Discord e em outras plataformas são enfatizadas internamente, e trabalhamos ativamente para resolver todos e quaisquer problemas. Além dos questionamentos com o suporte, priorizamos ficar de olho nas discussões da comunidade para resolvermos imediatamente.

Também vamos lançar ferramentas que até então estavam indisponíveis, como o Pearl Shop Purchase Cancels e o Black Desert+ App, que permitirá conversar com seus colegas de guilda e acessar o Mercado Central de seu aparelho móvel. Além disso, planejamos ativar os Twitch Drops e hostear diversas competições na região.

Outro ponto discutido foi a promessa de uma maior integração entre os jogadores Sul-americanos com outras regiões e o começo de uma “nova era” para o jogo por aqui. O que isso significa e o que nós, enquanto jogadores brasileiros, podemos esperar?

JJ: Estamos nos programando para que a partir de agora os servidores da América do Sul possam aproveitar todos os eventos, promoções e eventos de GMs que contemplam as outras regiões administradas pela Pearl Abyss. Indo mais além, temos diversos eventos de comunidade e eventos de GM preparados para a região após a transferência do serviço.

A Comunidade Sul-americana e em especial os brasileiros são famosos pela sua paixão e dedicação e é inegável que Black Desert Online foi abraçado pelos fãs aqui. Com a Pearl Abyss estando mais presente na região, existem planos para eventos oficiais de comunidade sendo realizados para ajudar a celebrar o universo e crescimento de BDO?

JJ: Nós sabemos o quão apaixonados são os Aventureiros da América do Sul. Estamos buscando entender que tipo de coisas poderíamos fazer para aproveitar o Black Desert Online junto com essa comunidade. Dito isso, competições como o Tuvala Cup e outras atividades como livestreams de GM/CM estão preparadas para os jogadores dos servidores SA.

Também apreciamos todas as ideias e sugestões que recebermos por meio de nossos canais oficiais, como Discord, fórum oficial, etc.

Você gostaria de enviar uma mensagem para os fãs de Black Desert Online no Brasil? Tem mais alguma informação que possa ser compartilhada para deixar os jogadores ainda mais empolgados com o que o futuro reserva para eles?

JJ:Gostaríamos de agradecer aos Aventureiros que estão conosco desde antes do serviço de transferência. Uma vez que o processo for finalizado, nos resta manter o contato direto com nossa comunidade e crescermos juntos! Continuaremos trabalhando duro, então fique de olho!

Black Desert