Graças à incrível equipe da PlayStation Brasil, tivemos a chance de entrevistar o diretor de narrativa de Horizon Forbidden West, Ben McCaw.

Considerando que a entrevista é totalmente focada na história do jogo (e no futuro!), tenha em mente que está repleta de SPOILERS!

Horizon Forbidden West Ben McCaw

Ivan Castilho, do PSX Brasil: Primeiramente, muito obrigado pela oportunidade desta entrevista. Horizon Zero Dawn é um dos meus jogos favoritos de PS4 e Horizon Forbidden West conseguiu ser ainda melhor. Eu gostaria de iniciar o diálogo parabenizando você por este jogo incrível! Dito isso, queria fazer algumas perguntas sobre a história (com spoilers).

Aloy teve muito destaque em Horizon Zero Dawn e isso permanece em Forbidden West. Porém, na sequência temos uma presença muito maior de personagens, como Varl, Erend, Zo e outros. A maior parte de seu desenvolvimento vem da base que Aloy e seus amigos usam onde estava MINERVA. Como surgiu a ideia da base? Foi difícil criá-la? Pois não parece simples mostrar os personagens se adaptando à base e ter todos aqueles diálogos opcionais.

Ben McCaw: Quando começamos a criar uma sequência de Horizon Zero Dawn, sabíamos que precisávamos dobrar as coisas que funcionavam bem (como a história principal e o combate), mas também ouvir comentários sobre coisas que poderíamos fazer melhor. Esse feedback nos informou que NPCs e missões secundárias poderiam ser mais atraentes, então fizemos dessas coisas um grande foco. Como tal, trabalhamos duro para inserir os principais NPCs na história principal, dar a eles mais tempo de presença nas missões e garantir que essas missões tivessem melhores recompensas. A Base foi parte central desses esforços, especialmente no que diz respeito ao tempo de presença. E sim – deu muito trabalho escrever todo aquele diálogo! Fizemos isso porque realmente queríamos que Varl, Zo, GAIA, Beta, Kotallo e Erend respondessem às ações do jogador.

PSX Brasil: Um pequeno spoiler agora: quando no desenvolvimento do jogo foi decidido que os Zenith seriam os vilões? Outra coisa: algo que me faz pensar é (e me perdoe se estiver em algum documento do jogo): eles são estéreis? Sabemos que a fuga do planeta deles foi muito rápida, mas ninguém menciona filhos ou herdeiros e isso me fez pensar.

Ben McCaw: A ideia básica para a colônia em Sirius foi decidida durante o desenvolvimento de Zero Dawn, pois era necessário explicar a origem do misterioso sinal que despertou o HADES. As personalidades exatas dos Zeniths foram criadas mais tarde.

Nunca é revelado no jogo, mas imaginamos que os Zeniths decidiram como um grupo nunca se reproduzir porque: 1) eles não queriam compartilhar sua existência material; e 2) tinham medo de que seus filhos pudessem suplantá-los/derrubá-los. Ambas as razões se encaixam bem com seu extremo egoísmo.

Horizon Forbidden West

PSX Brasil: Tilda é uma personagem interessante e extremamente culta, mas se mostrou uma humana muito ‘primitiva’ ao querer Aloy só para ela só para relembrar seu passado com Elisabet. Eu acredito que ela vê Beta como uma filha. E Aloy como uma versão melhor de Elisabet, como ela mesma diz. Tudo o que ela fez, portanto, é por amor a Elisabet? É possível explicar essa complexidade amorosa que Tilda tem na cabeça?

Ben McCaw: Tudo o que Tilda faz é motivado por sua afeição por Elisabet Sobeck e sua tristeza por ter deixado para trás o amor de sua vida. Depois de mil anos de arrependimento, ela está disposta a se esforçar ao máximo para corrigir esse “erro”. Embora eu não tolere os métodos e objetivos de Tilda, acho que sua motivação é muito relacionável. Ela quer uma segunda chance para preencher o maior vazio de sua longa vida.

PSX Brasil: Beta era uma personagem que era algo óbvio que poderia acontecer na história em algum momento mas que nunca tínhamos pensado antes: outro clone de Elisabet. Considerando que o treinamento dela era apenas mental, enquanto o de Aloy era muito mais físico, você acredita que Beta caçará máquinas ao lado de Aloy no futuro ou ela permanecerá reclusa, apenas analisando dados?

Ben McCaw: Nunca diga nunca, mas não acho que Beta tenha muita vontade de explorar ou lutar. Ela quer viver uma vida da mente, assim como Elisabet Sobeck fez. Acho que ela vai deixar as coisas físicas para a irmã.

Horizon Forbidden West

PSX Brasil: Faro: outra coisa que ninguém esperava e que seu suspense em mostrá-lo só nos fez criar imagens bizarras em nossa mente. Desconsiderando Nemesis, Faro é um dos principais vilões da trama. Como surgiu a decisão de não lutar contra ele? Afinal, todo videogame coloca o herói (ou heroína) contra o vilão principal.

Ben McCaw: Nossa sensação era que a morte de Ted seria mais poderosa se sua forma final horrível fosse deixada para a imaginação. Algumas vezes uma imagem vale mil palavras. Outras vezes, é melhor deixar as coisas para o olho da mente. Para Ted, o que quer que surgisse não seria tão assustador quanto o que o cérebro do jogador seria capaz de conjurar.

PSX Brasil: Agora um grande spoiler: o final. Queremos saber mais sobre Nemesis. Ele é uma IA semelhante a Gaia (com papéis subordinados)? Como está chegando à Terra (como um sinal ou sendo transportado)? Qualquer coisa que você possa dizer sobre Nemesis é bem-vinda.

Ben McCaw: Só posso dizer o que está no jogo: Nemesis é um reflexo distorcido das mentes de Far Zenith. E é capaz de hackear qualquer sistema digital, incluindo as impressoras 3D da colônia Sirius. O que significa que pode construir quase qualquer forma física para atender às suas necessidades.

 

PSX Brasil: Sylens. O homem que busca o conhecimento decidiu ficar na Terra. O que estava em sua mente para ficar e ajudar Aloy contra Nemesis, em vez de fugir e explorar o universo?

Ben McCaw: Sylens deseja o conhecimento acima de tudo. Tudo o que ele já fez foi para promover esse objetivo. Mas ele ainda mantém um pouco de sentimento. Então, quando confrontado com a ideia de eterna solidão no espaço versus lutar com Nemesis ao lado de outras pessoas, ele escolheu o último. Ele não está pronto para abandonar completamente sua humanidade em busca do puro intelectualismo. Ele é frio, mas não tanto.

PSX Brasil: Horizon Forbidden West abriu as portas para o espaço, literalmente. Você já considerou que Aloy poderia ir para o planeta do sistema Sirius, por exemplo?

Ben McCaw: Tanto do Horizon está enraizado na Terra, particularmente no belo mundo natural, que é difícil imaginar Aloy indo para outro planeta. Mas, novamente, nunca diga nunca.

PSX Brasil: Sabemos que não teremos essa resposta, mas considerando que Nemesis é provavelmente a maior ameaça que veremos em um terceiro jogo, Aloy ainda precisa lidar com HEPHAESTUS que escapou. Poderíamos ver isso em uma expansão, antes de um terceiro jogo…?

Ben McCaw: Tudo o que posso dizer é que temos muitos planos legais para o HEPHAESTUS e sua história está longe de terminar!

Horizon Forbidden West