Após uma carta de cessar e desistir da Sony, a empresa canadense de periféricos Dbrand anunciou no sábado que foi forçada a retirar sua linha de placas de PS5 de sua loja.

Agora, apenas três dias depois, a empresa lançou sua própria linha de design original de placas frontais para o console. Em um anúncio, a Dbrand proclamou “as placas pretas estão de volta, advogados – xeque-mate”.

Em um comunicado postado no subreddit da empresa (via IGN) neste fim de semana, a Dbrand anunciou que suas placas de PS5 estavam “mortas” após ter recebido contato oficial da Sony ameaçando ação legal se a Dbrand continuasse a vendê-las. Até aquele ponto, as placas frontais de Dbrand eram quase idênticas às normalmente encontradas no console quando compradas. A principal diferença era, em vez de serem brancas, as placas frontais da empresa permitiam que os fãs mudassem seus consoles para um design preto fosco.

Apesar de tirar as placas à venda no sábado, a Dbrand já tem um design “Darkplate 2.0” pronto para vender, o que significa que a empresa possa estar usando as ameaças legais da Sony como uma tática de marketing.