Konrad Tomaszkiewicz, diretor de The Witcher 3: Wild Hunt, pediu demissão da CD Projekt RED após alegações de intimidação no local de trabalho.

De acordo com o site Bloomberg (via IGN), a CD Projekt RED estava conduzindo uma “investigação de meses de acusações de mobbing, um termo polonês para assédio moral no escritório”, contra Tomaszkiewicz. A comissão que foi formada para investigar essas alegações o considerou inocente, mas Tomaszkiewicz decidiu ainda assim deixar a empresa, pois havia claro desconforto entre ele e outros membros do estúdio.

“No entanto, muitas pessoas estão sentindo medo, estresse ou desconforto ao trabalhar comigo”, escreveu ele. Ele se desculpou com a equipe “por todo o sangue ruim que causei”. “Vou continuar trabalhando em mim mesmo”, continuou ele. “Mudar o comportamento é um processo longo e árduo, mas não vou desistir e espero mudar”.

Bloomberg observa que Tomaszkiewicz teria um grande papel no próximo jogo The Witcher da CD Projekt. Quando O Bloomberg o procurou para um comentário, ele disse que estava “triste, um pouco desapontado e conformado”.