Ghost of Tsushima não possui um mecanismo de lock-on, incentivando os jogadores a permanecer no meio de uma luta, em vez de manter todos os inimigos à sua frente, para manter um olho em todas as ameaças possíveis. Em uma entrevista com o diretor criativo de Ghost of Tsushima, Nate Fox, o site GameSpot questionou por que a Sucker Punch optou por não incluir a mecânica.

“Trabalhando no combate, assistimos a filmes de samurais, que são obviamente uma inspiração para esse jogo”, respondeu Fox. “E os lutadores nesses filmes geralmente precisam mudar sua atenção com muita fluidez de um inimigo que chega para outro. Portanto, o combate se baseia em lidar com uma variedade de inimigos, um grupo deles”.

Embora você enfrente outros inimigos, você lutará principalmente contra mongóis em Ghost of Tsushima. “Tentamos dar aos mongóis a sensação de serem como uma matilha de lobos que o cercariam”, disse Fox. “E somente através da habilidade, você poderia afastá-los quando eles vierem de todos os lados. Se tivéssemos um lock-on, você não seria capaz de se mover tão rapidamente entre os diferentes oponentes quanto eles chegariam em você”.

Fox compara o combate de Ghost of Tsushima a uma dança em que você tece “entre espadas [mongóis] enquanto elas se movem pelo espaço”. Se Ghost of Tsushima incorporasse um mecânico de lock-on, Fox acredita que teria sido mais difícil para os jogadores improvisar e responder a inúmeras ameaças simultâneas. No momento, o combate de Ghost of Tsushima pede para você atacar, bloquear, desviar e esquivar – a falta de uma mecânica de lock-on significa que você não precisa considerá-la quando inimigos o cercam.

Ghost of Tsushima está disponível para PS4. Leia a nossa análise e guia de troféus.