Três desenvolvedores da Activision Blizzard deixaram a empresa após uma ação de assédio sexual movida pelo estado da Califórnia.

O diretor de Diablo IV, Luis Barriga, o designer-chefe de nível da Blizzard, Jesse McCree (que também deu o nome do herói cowboy de Overwatch) e o designer de World of Warcraft, Jonathan LeCraft, não possuem mais seus nomes exibidos no diretório de funcionários da Blizzard ou na empresa Slack, de acordo com o site Kotaku (via GameSpot).

As fontes da publicação disseram que a Activision Blizzard não especificou por que os três desenvolvedores foram demitidos de seus cargos. No entanto, essas saídas acontecem depois que uma ação judicial movida pela Califórnia contra a gigante dos jogos alegou que a empresa fomentava uma cultura de assédio sexual e discriminação generalizada.

Jesse McCree é de menção particular, já que ele foi um dos muitos desenvolvedores atuais e antigos vistos na agora infame foto “Cosby Suite” que apareceu no final de julho. Jonathan LeCraft também aparece nesta foto, assim como o designer-chefe de jogos da Blizzard, Cory Stockton. De acordo com o Kotaku, Stockton foi colocado em licença no início deste mês, mas continua na Blizzard.

Não está claro se o nome de McCree será removido do Overwatch, embora a equipe de World of Warcraft da Blizzard recentemente tenha prometido remover referências “não apropriadas” de seu jogo.