O diretor de Days Gone compartilhou mais informações sobre como poderia ter sido sua sequência (via VGC).

Jeff Ross, que deixou a Bend Studio em 2020 após cerca de 20 anos na empresa, disse ao USA Today que a sequência seria “a versão definitiva” do conceito de Days Gone, que significaria que ele “não precisava necessariamente se desculpar por tanto”.

De acordo com Ross, o jogo continuaria seguindo a história do protagonista Deacon e sua parceira Sarah.

“Sim, eles estão juntos novamente, mas talvez não estejam felizes”, explicou Ross. “Bem, o que podemos fazer com isso? Ok, nós nos casamos antes do apocalipse, mas e o futuro?”.

Ross também disse que a sequência daria ao jogador mais ferramentas para jogar, após a aquisição da tecnologia de propriedade da NERO por Deacon no primeiro jogo. “Teríamos mantido a narrativa pesada e forte”, disse ele. “Teríamos mantido a moto, obviamente. E acho que teríamos expandido o tom um pouco em uma direção mais técnica, tipo, tudo bem, agora temos toda essa tecnologia NERO – o que podemos fazer com isso?”.

Outras ideias planejadas para Days Gone 2 incluíam a capacidade de nadar e muito menos seções furtivas de falhas instantâneas.

Enquanto Days Gone recebeu algumas críticas, Ross sentiu que outras séries estabelecidas tinham primeiras versões mais fracas em retrospectiva e que, se tivesse uma chance, Days Gone 2 poderia ter sido uma grande melhoria em relação ao seu antecessor.

“Temos que ser capazes de engatinhar antes que você possa andar, e andar antes que você possa correr”, explicou ele. “Eu só vejo isso como uma trilogia. Os primeiros jogos – Batman: Arkham, o primeiro Uncharted – são básicos. Eles são uma plataforma para construir em cima de títulos subsequentes”.

Ele continuou explicando como os jogadores podiam nadar na superfície no primeiro Uncharted, depois nadar debaixo d’água em jogos posteriores e, eventualmente, mergulhar em Uncharted 4. “Eles não começaram com o mergulho, eles construíram para isso”, disse ele. “Isso se aplica a todos os jogos. Horizon Forbidden West vai nadar debaixo d’água. Vai ter todas as coisas que eles provavelmente queriam fazer no primeiro jogo, mas ficaram sem tempo”.

Ross acusou a Sony na semana passada de fazer a Bend Studio “sentir que [Days Gone] foi uma grande decepção”, apesar de ter usado como fonte algo impreciso.