A Digital Foundry havia avaliado Cyberpunk 2077 no PS4 base e PS4 Pro há alguns dias. Agora, o jogo foi avaliado em todas as plataformas da geração passada.

Em termos de resolução, o PlayStation 4 base sai em vantagem uma vez que o jogo roda em uma resolução dinâmica de 900p (1600×900), enquanto que o Xbox One base possui uma resolução dinâmica de 810p (1440×810). Vale lembrar que isso é válido apenas em casos específicos dentro do título e ambas as versões ficam a maior parte do tempo em 720p, com o Xbox One podendo atingir resoluções ainda menores como 675p. As versões base dos dois consoles sofrem dos mesmos problemas de iluminação, renderização de texturas (que são mais borradas em comparação com o X ou Pro) do cenário e NPCs.

O Xbox One X por sua vez é capaz de atingir uma resolução máxima de 1674p (2976×1674) caso o jogador esteja olhando para o céu, mas se mantém estável em 1188p (2112×1188), que curiosamente é a resolução máxima atingida pelo PlayStation 4 Pro em certas ocasiões. Apesar da diferença de resolução, ambas as versões são praticamente idênticas em termos de qualidade das texturas, sombras e iluminação.

É preciso apontar que apesar das versões de Series S/X possuírem funcionalidades “exclusivas”, como a capacidade de renderizar maiores multidões na cidade, isso é algo que apenas é visto nas versões da nova geração, sendo totalmente ausentes no Xbox One base e One X.

Em termos de performance, o Xbox One possui o pior desempenho visto nos consoles, ficando abaixo de 25 fps a maior parte do tempo, com quedas que atingem até 16 fps. Há situações em que o jogo pode congelar por mais de 1 minuto para carregar elementos do cenário e outros detalhes. Já o PS4 raramente atinge 30 fps e se mantém quase sempre abaixo de 25 fps, com quedas para 20 e até 16 fps quando está no carro ou em algumas partes abertas do mapa.

O Xbox One X atinge taxas próximas a 30 fps a maior parte do tempo, porém em sessões que envolvem direção de veículos esse número pode cair. O PS4 Pro mantém uma performance semelhante ao do One X, também próximo a 30 fps, e com quedas em trechos com direção, mas acaba saindo superior por uma leve margem.