Detalhes das mecânicas de Ashley em Resident Evil 4 Remake; gameplay inédito com novos inimigos

Resident Evil 4 Remake

A Game Informer continua hoje sua cobertura exclusiva de Resident Evil 4 Remake com informações das mecânicas de Ashley, assim como um vídeo com gameplay e detalhes dos novos inimigos.

Caso tenha perdido, tivemos outra notícia com mais detalhes e diversas imagens.

Resident Evil 4 será lançado em 24 de março de 2023 para PS4, PS5, Xbox Series e PC.

Ashley

Resident Evil 4 centra-se na missão de Leon para resgatar Ashley Graham, filha do presidente dos Estados Unidos. Ela foi sequestrada por um culto misterioso e mantida em cativeiro em uma vila rural espanhola na qual os jogadores devem procurar e sobreviver. Depois de encontrar Ashley, você se torna seu protetor e, às vezes, parceiro. Sua mecânica e interações com Leon tiveram grandes mudanças e os diretores Yasuhiro Ampo e Kazunori Kadoi explicam seus motivos.

Ao clicar no stick analógico direito, Leon pode dizer a Ashley para ficar perto (gritando “venha!”) ou para manter alguma distância (“espalhe-se”). Você não pode mais mandá-la parar; ela segue, não importa o quê. Isso significa não tem como deixá-la em um local seguro para eliminar os inimigos à frente, como no RE4 original. A Capcom quer que Ashley fique ao lado de Leon porque, realisticamente, ela nunca gostaria de ficar sozinha em um ambiente tão perigoso.

Ashley também não tem uma barra de vida. Absorver muitos golpes a deixa em um estado abatido onde os jogadores devem reanimá-la – se ela for atingida enquanto estiver vulnerável, é Game Over. Ela ainda pode ser apanhada e carregada pelos inimigos também, o que resulta em falha se eles se afastarem muito de Leon. Felizmente, Leon pode impedir isso atirando no sequestrador ou, em uma nova reviravolta, acertando uma execução de curto alcance como enfiar sua faca no pescoço do inimigo, libertando Ashley.

Resident Evil 4 Remake

Embora isso signifique que você terá que ficar de olho em Ashley, Resident Evil 4 apresenta mais obstáculos ambientais focados em equipe, como enviar Ashley por espaços de pequenos para destrancar portas por dentro. Essas barreiras cooperativas podem ser encontradas muito antes de você resgatar Ashley, dando aos jogadores um motivo para revisitar as áreas agora que podem ser acessadas com a ajuda dela.

Ela finalmente aprendeu a descer escadas, o que significa que Leon não vai perder muito tempo esperando para pegá-la. Exceto por uma ocasião quando você a conhece, mas isso é mais uma homenagem ao original.

Resident Evil 4 Remake

“A personalidade dela é um pouco mais séria que a original”, diz Ampo. Pensamos muito em como alguém reagiria realisticamente quando colocado nessas situações. E nesse contexto, fortalecemos a realidade de suas interações com Leon. Isso vale para a conversa que ela teve com Leon enquanto viajam”.

Ampo diz que a equipe redesenhou partes do original que eram “muito parecidas com um jogo” para ter mais humanidade. Os diretores até propuseram uma ideia no início do desenvolvimento para ajudar a reforçar esse vínculo mais forte. “Em um ponto, até tínhamos um sistema em que você pudesse pegar a mão dela e conduzi-la, mas esse cara *aponta para Ampo* achou que parecia que eles estavam muito próximos e não gostou”, diz Kadoi. “Então acabamos não fazendo isso”.

Gameplay Inédito + Inimigos Inéditos

cassino online Netbet