Com as diversas informações divulgadas nesta quinta (8) de Death Stranding: Director’s Cut, algo que pode ter passado despercebido para muitos é um suporte a monitor ultra-wide.

Tanto o PlayStation.Blog americano quanto o brasileiro possuem a informação:

Escolha entre dois modos de imagem: o Modo Desempenho, com 4K upscaling e até 60 FPS, ou o Modo Fidelidade, com 4K nativo, ambos compatíveis com tela ultra-wide e HDR.

Além disso, a própria Kojima Productions cita esse detalhe no vídeo mais abaixo, logo no seu início. Com isso, esse talvez seja o primeiro jogo do PS5 a oferecer a funcionalidade de forma oficial. Até o momento, o PS5 não possui suporte a 3440×1440 ou 2560×1080 em suas configurações para gerar uma imagem ultra-wide, o que significa que até setembro algum firmware do console mudará essa história. Obviamente, o console funciona em monitores ultra-wide, mas não é um suporte verdadeiro por assim dizer – ele converte a imagem para um formato 1080p e faz um upscale, de acordo com a Benq.

Outra informação importante que o vídeo revela é que o conteúdo de Cyberpunk 2077 e Half-Life que a versão de PC de Death Stranding recebeu estará presente em Death Stranding: Director’s Cut de PS5.

Death Stranding: Director’s Cut será lançado em 24 de setembro para PS5. Usuários que possuem qualquer versão de PS4 do jogo poderão adquirir a ‘Edição Digital Deluxe’ de PS5 por 10 dólares (o que deverá ser em torno de 55 reais no Brasil). Esse é o único caminho de upgrade anunciado – não há uma opção gratuita, por exemplo.

Atualização: confira o trailer do State of Play com dublagens em português do Brasil logo abaixo.