Nesta semana, The Last of Us Part 2 recebeu um patch permite aos donos de PS5 jogarem a 60 quadros por segundo. Juntamente com o novo patch para o PS5, o codiretor também confirmou que os jogadores podem notar uma mudança na resposta tátil do DualSense.

Kurt Margenau explicou no seu Twitter (via IGN), detalhando as novas mudanças feitas no DualSense após uma atualização de software lançada em abril. Margenau explica que deu feedback à equipe do DualSense para ajudar a “melhorar o tempo, a intensidade e a ‘textura'” da sensação ao toque “ao usar o controle para reproduzir títulos retrocompatíveis para ajudar a fornecer uma sensação mais autêntica apresentada em seu antecessor, o DualShock 4”.

O DualShock 4 inclui dois pesos rotativos de tamanhos diferentes, enquanto o DualSense inclui dois pesos que podem se mover para frente e para trás. Margenau explica como o DualSense é “quase como um alto-falante”, pois pode produzir frequência e amplitude com “fidelidade extremamente alta e baixa latência”.

Assim, o firmware do DualSense teria que permitir que o controle recebesse “sinais antigos”, que girariam o motor para produzir uma latência mais alta e, por sua vez, emularia a sensação no novo controle usando um método mecânico completamente diferente, como como a “sensação estrondosa” que vem com um motor girando, de acordo com Margenau.

Essencialmente, tudo isso significa que todo o trabalho feito para melhorar a resposta tátil do DualSense em The Last of Us Part II foi feita exclusivamente no próprio controle, sem a Naughty Dog ter que alterar o código do jogo.

Logo depois que o DualSense recebeu a atualização em abril, os jogadores já tinham notado essa melhoria. Agora, porém, temos uma confirmação de que isso realmente aconteceu e não foi apenas uma impressão.

R$ 167,43
R$ 199,90
in stock
22 new from R$ 148,99
as of 18/10/2021 14:18
Amazon.com.br
R$ 490,27
in stock
4 new from R$ 485,00
as of 18/10/2021 14:18
Amazon.com.br
R$ 509,00
in stock
5 new from R$ 509,00
as of 18/10/2021 14:18
Amazon.com.br